Em the voidz:

The Voidz, aquela outra banda do Julian Casablancas, lança nova música com produção do Mac DeMarco. Será que estamos preparados?

>>

290519_julianmac

Vira e mexe, o nosso adorado Julian Casablancas reaparece com sua voz cheia de efeitos no projeto The Voidz, banda um tanto zoada, que a gente já se esforçou muito para gostar. Sorry, Julian.

Ainda assim, ele e seus colegas têm insistido em lançar músicas novas (ponto para eles, pela persistência). E, como já não bastasse toda a complexidade da sonoridade do Voidz, o som novo, “The Eternal Tao”, tem produção do Mac DeMarco, outro que a gente curte muito, mas sabemos de sua mente um tanto viajada.

A canção é carregada de sintetizadores, guitarras distorcidas e a voz do Julian mais distorcida ainda, como nos acostumamos. Diz o Jake Bercovici que a faixa surgiu em um fim de semana em Silver Lake, na casa do Mac, onde ele e Kirin J Callinan gravaram duas músicas, sendo “The Eternal Tao” uma delas.

O resultado pode ser conferido abaixo.

https://youtu.be/B1Ivofc20x0

>>

Lá vem o Julian Casablancas. Ouça a versão de estúdio de “Coul As A Ghoul”

>>

190418_voidz2

Tudo bem que a gente tira uma casquinha, mas sempre estamos de olho nos passos de Julian Casablancas. Poucas semanas após soltar seu novo disco com o projeto the Voidz, ele liberou mais uma música inédita.

“Coul As A Ghoul” vem sendo tocada pelo grupo desde o ano passado e agora está em uma versão single da série Adult Swim, que será lançada sábado agora no Record Store Day.

A canção começa normal e boa até, depois fica esquisita, cheia de gritos com efeitos. É a regra do the Voidz. “Virtue”, o primeiro deles desde 2014 e que foi lançado recentemente, tem outras 15 músicas.

>>

Julian Casablancas lança novo disco do seu projeto com o the Voidz. Ouça por sua conta e risco

>>

Antes de tudo, um adendo: a gente adora para valer o Julian Casablancas. Voz pontual do rock moderno, que de certa forma ajudou e muito a ressuscitar esse “rockinho” de alma indie que estava um tanto adormecido e ofuscado pelo pop farofa que dominou o fim dos anos 90 em suas mais variadas vertentes, seja pelas suas boys band, girls band, o novo hip hop, ou uma eletrônica que começava a perder o rumo.

Ninguém vai tirar do Julian o fato dele ser o frontman de uma das maiores bandas que já vimos, mesmo que essa banda esteja fazendo cada vez menos questão de ser vista nos últimos tempos. Enfim.

Isso abre brecha para o Casablancas, hoje um menino com um pé na casa dos 40 anos, dedicar a maior parte do seu tempo ao seu grupo experimental the Voidz, que tem mais erros do que acertos graças ao seu experimentalismo que, às vezes, chega próximo do inacreditável.

Ame ou odeie, eles soltaram no último final de semana seu segundo álbum, “Virtue”, o primeiro deles desde 2014, e puxado por singles como a boa “Leave It in My Dreams” e a difícil “QYURRYUS”. Inclusive, a palavra “difícil” é bem comum quando a gente pensa neste projeto.

De toda forma, as 15 faixas novas podem ser ouvidas abaixo.

>>

Lá vem o Julian Casablancas com outra música difícil com o The Voidz. Topa ouvir?

>>

We Love Green Festival : Day 2 In Paris

Enquanto todo mundo estava ocupado com o Carnaval, Julian Casablancas aproveitou nosso momento de distração para lançar mais um single pelo seu complexo projeto paralelo The Voidz.

A nova música se chama “Pointlessness” e é a terceira do disco “Virtue”, o segundo do projeto, que será lançado dia 30 de março. Antes, já tínhamos ouvido “QYURRYUS” e “Leave It in My Dreams”.

O primeiro disco do grupo, “Tyranny”, foi lançado em 2014 e dividiu muitas opiniões, especialmente pelo excesso de experimentalismo que não destaca nem a voz do Julian, uma das mais marcantes deste novo século.

>>

Não tem disco novo do Strokes, mas tem com o The Voidz. Julian Casablancas está de volta com seu projeto musical complexo

>>

190914_julian1

Uma das grandes notícias furadas do ano passado foi a de que os Strokes estavam prontos para gravar um novo álbum, o bastante para deixar o mundo indie em chamas.

A confusão partiu do pai do Albert Hammond Jr., que disse naquela ocasião que a banda norte-americana estava trabalhando com o bamba Rick Rubin, você deve se lembrar.

Ao desmentir a notícia, Julian Casablancas ainda fez uma ameaça: disse que estava trabalhando era com seu projeto The Voidz, aquele experimental-indefinido que não foi muito abraçado pela galera. Me corrija se eu estiver errado…

Daí que Julian, que veio ao Brasil em outubro para dois shows, estava falando a verdade. Hoje foi anunciado que o grupo vai lançar um novo álbum, chamado “Virtue”. A data de lançamento é 30 de março e dele já podemos ouvir o single “Leave It In My Dreams”.

>>