Em the weeknd:

O Grammy e suas peculiaridades 2020/2021: uma “análise” sincera

>>

* O Grammy é e sempre foi aquela premiação da indústria para a indústria, no caso a americana, que sempre olhou para o próprio umbigo ($$$), em uma autobajulação necessária para movimentar o clubinho. Meio que pauta os artistas a caírem no seguinte ciclo vicioso. Se seu nome está concorrendo, parabéns. Sua gravadora ou seu agente fez os contatos certos. Se não, vamos mudar essa estrutura urgente.

Beleza, tudo certo.

A gente fala aqui sobre prêmios farofas do tipo Grammy, porque às vezes rolam umas performances especiais “diferentes”, um bafo qualquer, então está valendo.

Isso posto, tome este post. Tivemos o anúncio ontem do Grammy 2021, que vai acontecer em janeiro.

Nós e os americanos estamos passados que o cantor The Weeknd está fora de qualquer lista de concorrência, mesmo tendo lançado em 2020 seu mais poderoso disco, “After Hours”. A indignação foi registrada pelo próprio The Weeknd em seu Twitter: “Vocês me devem”.

Ao mesmo tempo, estamos de cara com a inclusão do Fontaines D.C., pós-punk poesia da Irlanda, nossos queridos. A banda pode levar o prêmio de melhor disco de rock do ano. Categoria que ainda conta com os Strokes. Sim, quem criticou o disco por aí? Grammys, grammys. Michael Kiwanuka, Grace Potter e Sturgill Simpson também estão na briga. A barra está alta.

Nós e o Fontaines estamos de cara, parece.

1 - 442D6C95-56EF-493E-B077-DF6CBE0DE7CF

Outra surpresa boa acontece na categoria de Melhor Performance de Rock, criada em 2012 para unificar outras três premiações e que tem como base destacar as qualidades vocais ou instrumentais das gravações. Para o Grammy 2021, a categoria foi tomada pelas mulheres: Fiona Apple, Big Thief, Phoebe Bridgers, HAIM, Brittany Howard e Grace Potter concorrem. Sinal dos tempos. Vindo do Grammy a gente sabe que foi um pouco “calculado” o propósito feminino, mas pelas concorrentes não tem mesmo o que falar. Um salto e tanto em um categoria um historicamente machista até aqui. Brittany Howard levou um prêmio nessa categoria dentro do Alabama Shakes, mas, fora ela, só homens foram premiados. Em 2021, já sabemos que vai ser diferente.

E, para concluir esta “análise” do Grammy e seus escolhidos, vale muito ressaltar que este pode ser o ano da Fiona Apple na premiação, veja você. Ela que já levou um troféu no distante 1998 por “Criminal” repete o número de indicações daquele ano – três. Além de concorrer em Performance, “Shameika” pode levar Melhor Canção de Rock enquanto o álbum “Fetche The Bolt Cutters” pode levar na categoria de melhor disco alternativo. Que acaba sendo um prêmio de consolação se rolar, porque o disco não estar na concorrendo na lista de melhor álbum geral é um grande vacilo, praticamente um crime. Ainda mais por uma artista deste porte e com um disco deste tamanho dentro exatamente da indústria musical americana.

Vamos esperar os resultados. Mais até. Vamos esperar os números musicais no Grammy 2021.

1 - Captura de Tela 2020-11-25 a(s) 15.01.50

>>

After Hours: The Weeknd anuncia novo disco para março e solta a música que batizou o projeto

>>

190220_theweeknd2

Um dos grandes nomes do pop moderno, o cantor The Weeknd detalhou como será seu novo disco. Chamado “After Hours”, o álbum será lançado no dia 20 de março e já tem single anunciado.

O cartão de visitas do novo projeto musical do canadense é justamente a faixa que dá título ao disco e é a terceira divulgada por The Weeknd nas últimas semanas. As outras são “Blinding Lights” e “Heartless”.

O último trabalho do canadense é o EP “My Dear Melancholy”, lançado em 2018. Desde então, Abel Tesfaye se envolveu em projetos pontuais, como no single “Power Is Power”, ao lado de Travis Scott e SZA, e também no filme “Uncut Gems”, de Adam Sandler, no qual fez uma rápida aparição.

>>

The Weeknd libera um par de músicas inéditas e aumenta expectativa para o lançamento de um novo disco

>>

030418_weeknd2

O prolífico Abel Tesfaye, melhor conhecido como The Weeknd, lançou duas novas músicas, as suas primeiras em 2019.

“Heartless” e “Blinding Lights” marcam “um novo capítulo psicótico de derretimento do cérebro”, segundo o próprio, e são as primeiras gravações desde o EP “My Dear Melancholy”, que saiu ano passado.

“Heartless” faz referências a diversos temas como drogas, sexo e festas, enquanto “Blinding Lights” tem uma pegada ainda mais sombria.

As novas músicas aumentam as especulações para o lançamento de um disco cheio do canadense, o que não acontece desde o aclamado “Starboy”, que saiu em 2016.

>>

Voltou o The Weeknd raiz, com EP novo e surpresa, um Daft Punk e o Skrillex. E disponibilizado de graça no… YouTube

>>

030418_weeknd2

Grande talento que estourou no pop em nível mundial nos últimos anos, o canadense Abel Tesfaye, melhor conhecido como The Weeknd, apareceu nos últimos dias com um novo EP, lançado meio que de surpresa, no turbilhão (hehe) do nosso feriado.

“My Dear Melacholy” tem 6 faixas inéditas e um respeitável time de convidados envolvidos na produção. Um deles é o Skrillex, que co-produziu a canção “Wasted Times”. Quem também está no projeto é Mike Mill Made It, em “Try Me”.

O charme francês também está inserido com o produtor de música eletrônica Gesaffelstein nas músicas “I Was Never There” e “Hurt You”, que tem também a participapção de Guy-Manuel de Homem-Christo, um dos robôs Daft Punk. O unstoppable Nicolas Jarr também é creditado em “Call Out My Name”.

O consenso geral é que Abel explorou mais sua sonoridade R&B raiz neste EP, deixando um pouco de lado a pegada pop mainstream de seus últimos discos de estúdio. Ainda em alta, ele será headliner de alguns festivais gigantes neste ano, tipo Coachella e Lollapalooza.

O EP é tão raiz que foi disponibilizado no YouTube, de graça.

>>

Pesado: Kendrick Lamar e The Weeknd fazem dobradinha em “Pray For Me” na trilha de Black Panther

>>

020218_kendrick_weeknd

Curador da trilha sonora de “Black Panther”, o gênio Kendrick Lamar formou um grande elenco para “cantar” o novo filme da Marvel, que chegará aos cinemas no dia 16 de fevereiro.

Entre os convidados de Lamar está o bombado The Weeknd, que estrela a faixa “Pray For Me” em parceria com o rapper. Os dois fizeram uma dobradinha ano passado em “Sidewalks”, no disco “Starboy”, da estrela canadense.

Nomes como SZA, Travis Scott, Anderson .Paak, ScHoolboy Q, Future e James Blake também estão na trilha, que será lançada dia 9 de fevereiro, uma semana antes do filme.

>>