Em Thom Yorke:

Concertos salvadores para um segunda-feira besta. Radiohead tocando o “In Rainbows” todo para 240 pessoas

>>

* Em janeiro de 2008 o grupo do absurdo Radiohead fez mais uma de suas absurdices ao tocar em Londres no clube 93 Feet East, club no coração da zona bombada de Londres, em Brick Lane, Shoreditch, lado oeste da cidade. Ali cabem, se muito, 240 pessoas. Já vi o brasileiro Bonde do Rolê tocando lá, só para dar uma ideia da potencia do local.

Fora que, naquele janeiro, a circustância era tremenda. A banda de Thom Yorke tinha lançado o absurdo (desculpa o termo recorrente) álbum “In Rainbows” em setembro de 2007 e ainda não havia feito apresentações ao vivo. O disco, o sétimo do grupo, foi aquele revolucionário, ou “revolucionário”, do “pague quanto quiser”, em sua versão digital. A versão física, CD e vinil, chegaria às lojas no meio de dezembro.

Para aumentar a comoção, o “In Rainbows”, o sétimo deles, era o primeiro disco do Radiohead em quase cinco anos. Veio para suceder o “Hail to the Thief”, de 2003, último trabalho deles com a EMI. E daí em diante o grupo inglês seguiria o caminho da independência, o que deu a ideia de liberar o preço do álbum digital.

Daí então, para aquecer as turbinas para o que viria ser a turnê mundial do “In Rainbows”, que só começaria em maio e nos EUA ainda por cima, resolveram fazer um showzinho em Londres, num lugar minúsculo, tocando o álbum inteiro, que naquela altura era o primeiro lugar das paradas britânicas, apenas para 240 pessoas.

Este especialíssimo show foi colocado na íntegra pela banda em seu canal de Youtube, no final de semana. Encorpado por uns outros hits.

Está servido?

*****

* O setlist:
00:00:27​ 15 Step
00:04:48​ Bodysnatchers
00:10:16​ Nude
00:15:21​ Weird Fishes/Arpeggi
00:21:21​ All I Need
00:26:02​ Faust Arp
00:29:20​ Reckoner
00:34:50​ House of Cards
00:41:06​ Jigsaw Falling Into Place
00:46:49​ Videotape

00:54:46​ Up on the Ladder
00:59:23​ You and Whose Army?
01:02:39​ The National Anthem
01:08:08​ My Iron Lung
01:14:04​ The Bends

>>

Um Radiohead “indie” ao vivo de 1996, que ressurgiu agora na internet, para matar saudade de show. Por que não?

>>

* Reapareceu na rede um show de quando o Radiohead ainda era uma banda de indie rock e não um grupo espacial de outro planeta. O ano é 1996. Britpop bombando que era uma beleza e eles tinham ainda só os dois primeiros discos “normais”, os ótimos “Pablo Honey”, 1993, e “The Bends”, 1995. E o transformador “OK Computer” só sairia no ano seguinte.

A apresentação em questão, que você pode ver na íntegra abaixo, Thom Yorke de cabelo arrepiadinho punk, aconteceu no tradicionalíssimo festival holandês Pinkpop e começa com a maravilhosa “My Iron Lung”, tem “Creep” lá no meião do setlist e não no “finalzinho matador” e faz a banda tocar guitarra a valer.

***

* A minutagem do show do Pinkpop, para facilitar
00:00:00​ My Iron Lung
00:05:25​ Planet Telex
00:09:46​ Electioneering
00:13:26​ High and Dry
00:18:15​ (Nice Dream)
00:22:19​ Street Spirit (Fade Out)
00:27:21​ Bones
00:30:53​ Lift
00:34:54​ The Bends
00:39:08​ Creep
00:43:57​ Lucky
00:48:37​ You
00:52:43​ Just
00:56:37​ Fake Plastic Trees
01:02:56​ Anyone Can Play Guitar

>>

POPNOTAS: Anitta no topo do mundo, a dancinha de Thom Yorke e a prisão de Kurt Cobain

>>

* A revista “Time” publicou uma relação de nomes que podem aparecer daqui alguns anos entre as 100 pessoas mais influentes do mundo, outra lista tradicional da publicação americana. Nessa espécie de “Eu avisei antes”, “nosso” Guilherme Boulos aparece entre os líderes políticos. Já entre os artistas da música, o Brasil também marca presença com a Anitta, que aparece ao lado de outros colegas de profissão, como Dua Lipa, Lil Baby, Phoebe Bridgers e Chloe X Halle. Ok?

* Radiohead na vanguarda sempre. No mundo tomado por dancinhas em certas redes sociais por aí, “Lotus Flower”, o vídeo onde Thom Yorke brilha em uma coreografia randômica pensada pela proposta do coreógrafo Wayne McGregor, completou dez anos. “Lotus Flower” é uma das faixas incríveis do oitavo álbum da banda, o “The King of Limbs”, de 2011. Hora certa para revermos esta maravilha de vídeo.

* A veterana banda protogrunge americana Melvins, do figuraça Buzz Osborne, vai lançar semana que vem seu vigésimo quarto (24º!!!) álbum, “Working with God”. Para fazer um agito para a chegada do disco, o grupo de sludge metal (lembra?) promoveu no domingo uma live chamada “Divine Monkeyshines: Valentine’s Day Special”, o Dia dos Namorados gringo. Entre uma musiquinha e outra, Osborne foi contando algumas de suas vastas histórias no rock alternativo dos EUA. Um dos grandes amigos da adolescência de Kurt Cobain, ele lembrou a vez em que o líder do Nirvana, obviamente pré-Nirvana, foi preso por grafitar nas paredes de Aberdeen, cidade onde viviam no estado de Washington, perto de Seattle. Eles costumavam sair grafitando a frase “God Is Gay”, que foi até parar em uma música do Nirvana anos depois, a “Stay Away”. Num desses rolês “artísticos”, Osborne, Cobain e um antigo baterista do Melvins, Matt Dillard, deram de cara com um monte de policiais. Cada um dos três fugiu para diferentes direções e os dois do Melvins conseguiram escapar. Menos Cobain, que passou a noite atrás das grades. No B.O. contra o roqueiro, foi apontado que ele foi pego em flagrante com a latinha de spray que teria cravado num prédio a frase “ain’t got no how whatchamacallit”, algo como “Eu não tenho como dar um nome pra isso”. Isso foi em 1985. Cobain seria pego por policiais um ano mais tarde num telhado de um galpão, fazendo sabe-se o que lá. Em 1987, formaria o Nirvana. Em 1989 lançaria o primeiro disco da banda, “Bleach”.

>>

Radiohead da quarentena mostra hoje o show (inédito) de São Paulo, de 2018

>>

Soundheart_FabricioVianna-7225

* A banda britânica Radiohead tem sido uma das melhores amigas desta quarentena, no que se refere à música. A cada quinta-feira a banda disponibiliza em seu YouTube um show completo, em alta qualidade de imagem e som – e de música, claro.

Já rolaram o histórico show do Bonnaroo 2006, o clássico do Astoria em 1994 e até as duas históricas sessões From The Basement que eles fizeram. Falamos de todas por aqui.

Hoje, o Radiohead nos surpreende com um lançamento inédito (duplamente especial para brasileiros).

Às 18h desta quinta, vai ao ar a gravação completa do show do Radiohead no Allianz Parque, em São Paulo, de abril de 2018 – segunda e, até agora, última apresentação da banda em SP. É especial porque boa parte da Popload (e dos seguidores da mesma) estavam lá. É especial porque o show nunca foi transmitido em lugar algum. Aliás, nem sabíamos da existência dessa filmagem. Será “estreia” mesmo.

Na época do show, comentamos aqui na Popload sobre esse concerto no Allianz que ele não foi melhor que o clássico show de 2009, na Chácara do Jockey, e faltaram algumas músicas importantes no setlist. Mas isso não diminui em nada nossa curiosidade de ver esse vídeo e relembrar a performance na arena do Palmeiras.

Você pode ver esse show aqui embaixo, na Popload, hoje.

***

Aqui, um trailer da transmissão de hoje do show de SP, postado pela banda no Facebook.

***

* As fotos do Radiohead utilizadas para este post são do fotógrafo poploader Fabrício Vianna.

>>

Thom Yorke mostra música inédita no programa do Jimmy Fallon

>>

300420_thom2

Líder do Radiohead, Thom Yorke está mais focado em sua carreira solo no momento. E na noite de ontem ele até promoveu a estreia de uma música no programa do Jimmy Fallon.

“Plasticine Figures” era uma canção que Thom já tinha em seus arquivos, mas estava pela metade. Então, o músico britânico resolveu termina-la especialmente para a rara aparição no talk show, que está sendo realizado de forma remota.

Esta é a primeira canção de Thom desde o disco “ANIMA”, lançado ano passado.

Ainda hoje, o seu Radiohead vai colocar para exibição o show completo da banda no Coachella Festival, em 2012, dentro da programação da quarentena. Exatamente às 18h de Brasília.

300420_thom_novamusica

>>