Em Thom Yorke:

The Smile, o Radiohead do B, já mostra músicas novas além das do álbum de estreia, que saiu sexta

>>

* The Smile, a banda “projeto paralelo do Radiohead” contendo Thom Yorke, Jonny Greenwood e o baterista Tom Skinner, mal acabou de lançar seu primeiro álbum, e já está mandando música nova (nova) em shows.

Sexta-feira passada, o grupo lançou oficialmente “A Light for Attracting Attention”, seu excelente disco de estreia.

Na segunda agora, Thom Yorke e amigos fizeram o primeiro show da turnê, em Zagreb, capital da Croácia, e aproveitaram para tocar a bela “Friend of a Friend”, que não aparece no disco.

De acordo com o radiohead-que-agora-também-sorri, a canção foi composta horas antes do próprio show croata. No dia seguinte, na terça, mais conhecido como ontem, em Viena, na Áustria, tocaram a música de novo, e é dessa apresentação que vem o ótimo registro em video abaixo, com Thom Yorke no baixo e Jonny Greenwood no piano.

***

* Já que estamos aqui mesmo contando novas-novíssimas do The Smile, mais um vídeo do show, para a música “Just Eyes and Mouth”, outra que não está no discão debut, o “A Light for Attracting Attention”.

>>

POPNOTAS – Cat Power e o vídeo dirigido pelo Jim Jarmusch. Florence & The Machine e o vídeo com o grande John Nighy. The Smile e o vídeo mais desesperador do ano. Viagra Boys e o vídeo punk sobre casamento

>>

– O cineasta cult eterno Jim Jarmusch foi convocado pela musa Cat Power para dirigir o mais novo vídeo dela, para a música “A Pair of Brown Eyes”. A faixa é integrante do mais recente disco dela, chamado covers, lançado em janeiro e que é seu terceiro álbum “sério” de releituras dela. “A Pair of Brown Eyes” é seu jeitinho de cantar uma música da velha banda punk podreira irlandesa The Pogues, maravilhosos. Jim Jarmusch foi considerado herói do cinema independente americano ao lançar duas obras-primas nos anos 80, os filmes “Stranger than Paradise” e “Down by Law”. Vira e mexe Jarmusch, hoje com 69 anos, é chamado pela música. Já trabalhou com Joe Strummer (The Clash), Tom Waits, Neil Young, Iggy Pop e Jack White, para citar alguns. No vídeo para Cat Power, Jarmusch a transforma em um fantasma, vamos dizer. Ou não é isso?

***

– A ooooooutra banda do Thom Yorke, o trio The Smile, também está cheia de anúncios hoje. Falaram de lá da Inglaterra que o disco de estreia, “A Light for Attracting Attention”, vem logo mais, dia 13 de maio, às plataformas. Os vinil e CD chegam às lojas em meados de junho. Junto com a revelação dos planos do álbum, que pintaram ainda com uma capa psicodélica (abaixo), surgiu hoje ainda um novo single, “Free in the Knowledge”, que traz o vídeo mais desesperador do ano, disparado, dirigido por Leo Leigh. Vale dizer que “A Light for Attracting Attention” tem produção e mixagem do tarimbado Nigel Godrich, responsável pelo “OK Computer”, a obra do Radiohead, e nome ligado a Paul McCartney, U2, REM, Pavement, Air, entre outros do mesmo nível.

smile

***

– Dando sequência à fase de bons novos singles de seu quinto álbum, “Dance Fever”, que sai dia 13 de maio, a britânica Florence & The Machine lançou hoje “Free”, música que traz um vídeo adorável em que ela estrela conjuntamente com o grande e conhecidíssimo ator Bill Nighy, também inglês. São os dois na foto da home da Popload. Nighy interpreta a ansiedade de Florence, no vídeo, pensa. Pensa não, veja!

***

– A legalzaça banda punk sueca Viagra Boys também tem novidades neste pré-Carnaval brasileiro (!?!?!). Já cravaram que vão lançar o terceiro álbum, “Cave World”, dia 8 de julho e hoje trazem um single-vídeo espertíssimo de um novo single, “Ain’t No Chief”. Pela música, já dá para esfregar as mãos para esperar o álbum do grupo de Estocolmo. E o vídeo é, vamos dizer, uma visão diferente deles sobre casamento.

>>

Popnotas – Rosalía troca a moto por um touro mecânico no novo single. Jack White pede ajuda para os discos de vinil. Father John Misty lança novo vídeo tipo cinema para música nova. A “outra banda” do Thom Yorke lança canção “meio nova”

>>

* O esperaaaaado novo álbum da cantora Rosalía, “Motomami”, o terceiro da espalhola da Catalunha, chega aos streamings nesta meia-noite, mas desde ontem já está disponível, com vídeo, o mais novo single-esquenta dela, o da faixa “Hentai”. É a quarta amostra a sair do disco que é o sucessor de “El Mal Querer”, de 2018. O single/vídeo, que no caso visual é dirigido por Mitch Ryan, traz uma melodia mais “tranquilinha”, depois das superdançantes “SAOKO” e “Chicken Teriaki”. E Rosalía (foto na home) desta vez aparece montada apenas num touro mecânico. Desta vez não tem as motos famosas dela. Semana passada a catalã esteve nos EUA fazendo a divulgação de “Motomami” nos programas “Saturday Night Live” e no do Jimmy Fallon, como te contamos aqui. Confira “Hentai” abaixo:

***

* Gênio multiartista, músico, designer, de vez em quando tapeceiro e vai saber o que mais, Jack White também é empresário. Dono do selo Third Man Records, White abriu sua própria fábrica de vinis, a Third Man Records Pressing, em 2017 e desde então, além de prensar seus próprios discos, viu sua demanda aumentar radicalmente com discos de outras gravadoras por causa da forte volta do vinil. Em vídeo postado nesta semana em todas as suas redes, Jack White faz um apelo às grandes gravadoras para seguirem seu caminho e também investirem em novas fábricas. “É 2022 agora e não é mais uma moda – os discos de vinil explodiram na última década e a demanda é incrivelmente alta”, diz ele no vídeo. “Uma pequena banda punk não consegue prensar seu disco por 8 a 10 meses.” E encerra: “Como o MC5 disse uma vez: ‘Você é parte do problema ou parte da solução'”, chamando “na chincha” marcas grandonas como Sony, Universal e Warner.
“A questão não é grandes gravadoras versus pequenas gravadoras, não é independente versus mainstream, nem é punk versus pop”, seguiu White. “A questão é, simplesmente, que TODOS criamos um ambiente onde a demanda sem precedentes por discos de vinil não consegue acompanhar a oferta rudimentar deles.” Confira abaixo o recado de Jack:

***

* Sempre muito chic, o cantor americano Father John Misty continua divulgando o lançamento do próximo álbum, “Chloë and the Next 20th Century”, com vídeos estilosos dignos de cinema. O mais recente é “Goodbye Mr. Blue”. Dirigido por Noel Paul, que anteriormente esteve à frente de outra produção visual de Mr. Tillman, a marcante “Hollywood Forever Cemetery Sings”, lá do começo de sua trajetória solo pós-Fleet Foxes. Este “Goodbye Mr. Blue” é quase um curta e foi filmado na Bulgária. Para os amantes de pets e bichinhos como nós, tem gatinho, passarinho <3 e paisagens lindas do leste europeu de fundo de uma história entre pai e filha. Josh Tillman esteve na última semana no programa do Stephen Colbert, na TV americana, apresentando a nova música.

***

* O novo projeto de Thom Yorke e Jonny Greenwood, a banda The Smile, está lançando uma música mais ou menos nova nesta semana. “Skirting on the Surface”, que deve entrar nas plataformas musicais nesta madruga de sexta, já foi tocada algumas vezes pela dupla no Radiohead, durante a turnê de “The King of Limbs” e pelo próprio Smile naquela live do Glastonbury que rolou no ano passado e marcou a estreia dos dois com o novo projeto. Você pode conferir a música “nova” ao vivo do Smile aqui embaixo:

>>

The Smile, a banda nova de Thom Yorke, lançou outro single bom. E vai tocar bastante para a gente no final de semana

>>

* The Smile, o Radiohead que não é Radiohead, banda constituída dos parças Thom Yorke e Jonny Greenwood mais o baterista “intruso” Tom Skinner, lançou hoje novo single, para a música “The Smoke”. Que trip absurda de boa.

Pelo que entendemos por aqui, o áudio de “The Smoke” foi lançado com um video lyric da música. Mas pensa o Thom Yorke lançando um video lyric? A coisa vem mais artsy do que simplesmente dá para ler e acompanhar.

“The Smoke” é um segundo single lançado por esse Radiohead do mundo paralelo, neste 2022. Antes, faz duas semanas, o trio apareceu com o single “You Will Never Work In Television Again”. Dizem que um álbum inteirinho já está gravado desde o meio do ano passado, quando eles surgiram, de surpresa e ao vivo, sem lançar nada oficialmente, no meio de uma edição online do Glastonbury 2021. Esse disco é produzido pelo tarimbado Nigel Godrich, digamos o “produtor oficial” do Radiohead.

Portanto, esses dois singles, o de hoje e o “…Television…”, de 17 dias atrás, são os primeiros lançamentos de fato do Smile.

E, bem antes de esse álbum ser lançado, mais precisamente neste final de semana, o trio vai transmitir desde Londres três apresentações, que acontecem no Magazine London para um público “de verdade” e sentado no sábado e no domingo, realizadas num espaço de 16 horas para atender três fusos horários diferentes. Vai passar em alguns cinemas indies também, na Inglaterra, Escócia e EUA.

Os shows são pagos. E os ingressos para ver do Brasil podem ser comprados aqui. Atente para os horários, considerando os de Brasília:
* Primeira transmissão: 17h do sábado (Londres, 20h)
* Segunda transmissão: 22h do sábado (Londres, 1h dom)
* Terceira transmissão: 8h do domingo (Londres, 11h dom)

((Ons.: todas as três transmissões também estarão disponíveis para quem comprar os ingressos com replays ilimitados por 48 horas a partir das 11h (horário de Brasília) de domingo, 30 de janeiro)).

Agora, “The Smoke”:

***

* A foto do Smile que chama para este post, lá da home da Popload, é de Alex Lake.

>>

“Nova” do Radiohead. Banda inglesa libera a ótima inédita “Follow Me Around”, jamais ouvida, sempre amada

>>

* Na próxima sexta-feira sai “Kid A Mnesia”, edição comemorativa de 20 anos de dois discos importantes de uma vez do importante grupo inglês Radiohead dos importantes álbuns “Kid A” (2000) e “Amnesiac” (2001) da cultuada banda inglesa Radiohead.

Já estamos dizendo por aqui há algumas semanas, o aniversário dessas obras da obreira banda de Thom Yorke vai ser triplo, com as versões remasterizadas do quarto e quinto álbuns, mais um terceiro disco de inéditas, o “Kid Amnesiae”. É aqui que a gente para.

Essas inéditas, sobras de estúdio das sessões do “Kid A”/”Amnesiac”, lados B de singles da época e recriações de músicas como “The Morning Bell”, “Pulk/Pull”, “Pyramid Song” e “How to Disappear Completely” e também uma gravação de estúdio da famosa entre os fãs “Follow Me Around”, que lá atrás apareceu ao vivo em alguns shows do final dos anos 90, quase entrou no mitológico “OK Computer (1997), a banda achou “velha” demais para botar no “Kid A”, mas que acabou ganhando vida própria entre os adoradores do Radiohead.

Pois a banda acaba de soltá-la para aplacar essa fome de fãs. E para servir de esquenta fervente para o lançamento da próxima sexta.

“Follow Me Around” vem ainda com um vídeo espertíssimo estrelado pelo conhecido ator australiano Guy Pearce (que esteve em filmes como “Memento” e “L.A. Confidential” e na ótima série “Mare of Easttown”, da HBO. Pierce é perseguido por uma mosc… uma câmera subjetiva em sua casa, para deixar aqui porcamente uma descrição do vídeo. Bom para não dar spoilers maiores.

Reza a lenda que “Follow Me Around”, maravilhosa (como uma música destas nunca entrou num disco? Ah, sim, porque é o Radiohead”…), era bastante tocada pelo Radiohead nas passagens de som na turnê do “OK Computer”. E que parte de sua letra, alguns dos versos, também aparecem no livreto oculto que saiu junto de algumas edições do “Kid A”, à época.

Enfim, a “agonia” acabou!.

>>