Em Thomas Bangalter:

Um dos Daft Punk, Thomas Bangalter produz faixa de 14 minutos para a trilha sonora de um filme letão

>>

291018_thomas2

Thomas Bangalter, um dos Daft Punk, emprestou seu talento para a trilha sonora de um filme alternativo chamado “Riga (Take 1)”, produzido na Letônia. O parceiro de Guy Manuel de Homem-Christo produziu uma faixa eletrônica com 14 minutos de duração, que recebeu o título “Riga (Take 5)”.

A faixa está como bônus na trilha sonora do filma e havia sido lançada recentemente em uma tiragem limitada em vinil no mercado europeu. Agora, graças à internet, está disponível para a geral.

O Daft Punk anda escondido desde 2014, quando lançou o premiado “Random Access Memories”, vencedor, por exemplo, de 7 Grammys.

>>

Daft Punk cai na net e deixa americanos desapontados

>>

300114_daftpunk

Tudo bem que a gente aqui já cansou de ver Thomas Bangalter e Guy-Manuel de Homem-Christo enquanto “humanos”, sem os capacetes do Daft Punk. Mas não deixa de ser notícia quando eles aparecem ao natural, juntos, fato que é meio raro de acontecer ou de se registrar.

E, graças ao Grammy, muitos fotógrafos ficaram de plantão no aeroporto internacional de Los Angeles para flagrar a dupla francesa pegando o caminho de casa, sem capacetes. Porque, claro, não se pode viajar de capacetes. Haha.

Thomas e Guy-Manuel foram flagrados usando bonés. O mais legal foi o comentário do famoso site de fofocas/entretenimento norte-americano TMZ: “We finally got to see Daft Punk without their helmets on…and it’s severely disappointing”.

O que será que o pessoal do TMZ esperava, hein?

>>

Então: o Daft Punk quis trollar o Grammy? E, afinal, quem é Daft Punk?

>>

290114_daftpunk1

Ainda continua rendendo a noite gloriosa e histórica do duo francês Daft Punk dominando o Grammy, domingo passado. Eles, que venceram cinco prêmios graças ao disco “Random Access Memories” e até se apresentaram ao vivo pela primeira vez em anos ao lado do Pharrell, do Nile Rodgers e do Stevie Wonder, andam causando diversos comentários e, claro, teorias conspiratórias que apontam uma possível trollagem por parte dos franceses Thomas Bangalter e Guy-Manuel de Homem-Christo.

Durante a transmissão, muita gente da nova geração foi para a internet perguntar: “Who is Daft Punk?”. Teve isso. Como um dia já rolou com o Bon Iver e com o Arcade Fire. Abaixo uma amostra.


Depois que a poeira baixou, começaram as “análises” dos vídeos da premiação. Como o Daft Punk é cercado de mistérios e geralmente foge dos flashes, muita gente anda imaginando que eles podem nem ter ido ao Grammy e mandado apenas figurantes vestidos de robôs. Outros indicam que, sim, eles foram, mas estavam à paisana, enquanto os “robôs falsos” recebiam os prêmios no palco e tudo. Mas há quem acredite também que rolou tudo beleza e, milagre, eles apareceram de verdade.

O fato é que a teoria da conspiração envolveu dois indivíduos que sentaram ao lado dos robôs, com tipos físicos similares ao Thomas e ao Guy-Manuel. Ficaram pertinho dos robôs, mais perto que o Pharrell ou o Nile Rodgers. Em uma das entregas de prêmio, Pharrell dá um abraço efusivo no que seria o Guy-Manuel “humano”. Em outra entrega, enquanto está toda a trupe em cima do palco, inclusive os robôs, a transmissão do Grammy foca de forma enfática nessa dupla que ninguém sabe de quem se trata.

Seriam eles? Seriam sósias? É coisa da nossa cabeça? Humans after all?

290114_daftpunk2

* A verdade é que, #Spoiler, a dupla esquisita aí faz parte da equipe do Daft Punk e, dizem, ficaram com uma aparência “próxima” dos Daft Punk justamente para confundir as pessoas. Haha. O da esquerda é Cedric Hervet, que faz parte da equipe do duo. Já o da direita é Paul Hahn, manager da Daft Arts, escritório que gerencia a carreira do Daft Punk.

>>

O que toca na playlist de um Daft Punk? Parte 2

>>

No fim do mês passado, a Popload destacou uma playlist selecionada por Thomas Bangalter, um dos Daft Punk, feita especialmente para a plataforma Spotify. Como a audição para o Brasil não rola, demos nosso jeitinho brasileiro.

Agora divulgaram a seleção da outra metade do Daft Punk. Guy-Manuel de Homem-Christo bolou uma sequência mais eclética, que vai do “respiro novo” Drake aos veteranos Rolling Stones e Ramones.

Este blog, claro, não liga para o fato do Spotify ainda não rodar no Brasil.

O que toca na playlist de um Daft Punk?

>>

* Calma, Thomas. É só uma pergunta…

Um dos robôs gênios do Daft Punk, Thomas Bangalter – filho do “pai brasileiro” – fez uma seleção de suas canções favoritas “no momento” para a plataforma Spotify. Como o serviço não funciona ainda em nosso território, a Popload deu seu jeitinho brasileiro para a gente não deixar de ouvir o que o Thomas ouve.

Tem muita coisa da velha guarda, tipo Chic, Giorgio Moroder e Diana Ross. Mas também tem muitos suspiros atuais, do MGMT ao Strokes, passando por James Blake e Bon Iver. Manja muito o Bangalter.

A seleção dele ficou assim…

< >>>

>>