Em Tim Burgess:

Talvez o melhor projeto de música da pandemia, as audições de discos famosos do Tim Burgess no Twitter completam 1 ano. E vai virar livro

>>

tim3

* Hoje a Inglaterra “comemora” exato 1 ano em que o mundo fechou e a ilha entrou na era da pandemia e restrições, zero shows e muitas “lives”, uma nova maneira de ver e ouvir música de um modo aí sim “alternativo”. Ou talvez um melhor termo seria “modo de sobrevivência”. Para os fãs e para a música em si.

No mesmo dia em que os ingleses foram confinados (nosso aniversário de lockdown, ainda que tabajara, é amanhã), nascia na internet um projeto online que pode ser considerado hoje um fenômeno importante destes tempos difíceis e uma das coisas que devem e merecem ficar quando todo esse pesadelo pandêmico acabar. É a famosa “Listening Party”, criada pelo inglês Tim Burgess que, obviamente não por coincidência, também completa 1 ano hoje.

Tim Burgess, para quem não conhece, foi (ou é…) vocalista da incrível banda britpop The Charlatans, de Manchester. Então, dos anos 90 para cá, ele montou suas fortes conexões com a galera da cena. E, naquele estranho 23 de março de 2020, Burgess promoveu no Twitter a #Tim’sTwitterListeningParty para o disco de estréia de sua banda, o absurdo (mais à época do que hoje) “Some Friendly”, de 1990.

As “festas de audição” de Burgess, bem famosas entre a galera indie britânica (não só), rolam via Twitter e Spotify (ou qualquer outro streaming), cada plataforma com uma função. A cada edição, artistas dos mais variados são chamados para comentar ao vivo algum álbum seu específico. A mecânica é assim: numa festa combinada para as 20h, por exemplo, você dá o “play” no disco a ser ouvido e discutido naquele dia, todo mundo na mesma hora, cada um em seu fuso. Isso no streaming de sua predileção. No Twitter, Tim Burgess e seu convidado comentam faixa-a-faixa em tempo real. Historinhas da produção do álbum, algo sobre cada canção e sua letra, algo que rolou num show, fofocas de bastidores da música…

O #Tim’sTwitterListeningParty já teve de Franz Ferdinand, a disputa entre Blur vs Oasis, Paul McCartney, Pulp, Pixies, Kylie Minogue… enfim, uma galera simpática para animar o lockdown de muitos. Uma forma de re-significar o que é ouvir e gostar de música. Foram mais de 700 discos discutidos no Twitter. Algumas vezes, claro, mais que uma ou mesmo duas ou até três audições no mesmo dia. Hoje, por exemplo, vão ter TRÊS #Tim’sTwitterListeningParty.

E a grande notícia, além da continuidade e prosperidade das “Listening Parties” do Tim Burgess, é que o projeto vai virar um livro, a ser lançado em setembro. Com os royalties doados pelo “charlatão” ao fundo que ajuda os clubes, bares e casas de shows afetados pelo lockdown. A capa é esta abaixo:

livro

Então vamos lá:

** A festa de aniversário de hoje da #Tim’sTwitterListeningParty vai ter:

* 15h (horário de Brasília)
disco: “Laughing Stock”
banda: Talk Talk

(não confirmou quem dá banda vai tuitar estórias)

17h
disco: “Jordan: The Comeback”
banda: Prefab Sprout

tuitando pelo Prefab Sprout terão as contas @wendyfinnandmax e @Prefabsprout

18h04
disco: “Gorgeous George”
artista: Edwyn Collins

tuitando estarão o gênio @EdwynCollins e @GraceMaxwell

burgees

***

** O Twitter do Tim Burgess é @LlSTENlNG_PARTY e @Tim_Burgess.

*** O site do #Tim’sTwitterListeningParty, por onde dá para conferir tudo e entrar no disco via Spotify direto é este aqui: https://timstwitterlisteningparty.com/

>>

Tim Burgess, do Charlatans, demonstra empatia pelo diabo em música que abre os trabalhos para seu novo álbum solo

>>

110220_timburgess

Vocalista dos mais carismáticos que o rock inglês já produziu, Tim Burgess está preparando o lançamento de seu quinto disco em carreira solo.

O líder do Charlatans anunciou para 22 de maio o álbum “I Love The New Sky”, prometendo uma espécie de conexão de suas músicas com sentimentos como amor e raiva. Diz o Tim, em comunicado, que compôs o disco todo em um violão.

Para bombar o anúncio, foi liberado o primeiro single com título sugestivo: “Empathy For The Devil”. A faixa foi apresentada em um vídeo que pode ser conferido abaixo.

No total serão 12 músicas inéditas no projeto.

“I Love The New Sky” – Tracklist
1. Empathy For The Devil
2. Sweetheart Mercury
3. Comme D’Habitude
4. Sweet Old Sorry Me
5. The Warhol Me
6. Lucky Creatures
7. The Mall
8. Timothy
9. Only Took A Year
10. I Got This
11. Undertow
12. Laurie

>>

Futebol é pop! Bandas ganham escudos como se fossem times. Tem até o Tim Burgess do Charlatans e a Portuguesa no meio

>>

Um dos nossos mantras toda vida é que futebol é pop. E se o papo se estende à Inglaterra, isso fica ainda mais acentuado. Uma das criações mais legais do ano tem nada menos que Mr. Tim Burgess envolvido. Se você não está ligando nome à pessoa, Tim é o líder do incrível The Charlatans, uma das maiores bandas “pequenas” da história. Ele convocou seu colaborador de longa data Nick Fraser e o designer Mark Liptrott e especialista em motion Chris Walker para darem vida ao Bands FC, um projeto que imagina a mistura de bandas com escudos de futebol de times do mundo todo.

O projeto ganhou tanta projeção que tem virado um mini-coletivo e outros artistas gráficos como a dupla Peter Saville e Stan Chow, de Manchester, também está na jogada.

No horizonte imaginário dos caras, o Joy Division se incorporou ao polêmico novo símbolo da Juventus, da Itália. O Oasis, claro, ganhou seu escudo com as cores do Manchester City, enquanto o Stone Roses do rival United. Entre outros nomes homenageados estão o Radiohead, Blur, Mogwai, Death Cab For Cutie, Wolf Alice, Arctic Monkeys, Foo Fighters e muito mais.

Menção honrosa ao Chvrches, que teve seu nome ligado à… Portuguesa. Abaixo uma seleção fizemos para o leitorado da Popload. Mais pode ser conferido nas contas dos caras no Twitter e no Instagram. Dá para ver até de onde surgem as ideias e os insights de criação.

whitestripes

oasis

radioheadj

joydivision

charlatans

blur

thefall

smiths

chvrches

kasabian

caribou

thecure

rem

beastieboys

foofighters

kraftwerk

wolfalice

monkeys

deathcab

mogwai

stoneroses

mbv

cribs

portishead

libertines

>>

Tudo muito anos 90. Brian Jonestown Massacre vai lançar segundo álbum em quatro meses e convida até o Tim Burgess

>>

240117_brianjonestown2

Banda clássica indie do indie dos anos 90 e dos nomes mais legais da música, a Brian Jonestown Massacre prepara para lançar seu 16º álbum de estúdio, tipo quatro meses após lançar o 15º.

Grupo liderado por Anton Newcombe, o BJM bota na praça dia 24 de fevereiro o álbum “Don’t Get Lost”, registro que terá 14 canções inéditas, e que pinta como sucessor de “Third World Pyramid”.

O primeiro single da obra é “Fact 67” e para deixar tudo ainda mais 90’s, o special guest da faixa é nada menos que Tim Burgess, voz marcante do grupo inglês The Charlatans.

>>

Um pouco de nostalgia brit, por favor. The Other Two (New Order) remixa Tim Burgess (Charlatans)

>>

161214_theothertwo

Stephen Morris e Gillian Gilbert, o casal do New Order melhor conhecido como The Other Two (acima), projeto que perdura desde os 90’s com lançamentos esporádicos, resolveu botar a mão na massa e remixar uma nova canção de Tim Burgess, distinto líder da banda inglesa The Charlatans, grupo ícone da música alternativa britânica nos anos 90.

161214_tim

“Oh Men” é a nova faixa de Burgess e a versão remixada representa o primeiro trabalho do The Other Two em 15 anos. A última vez deles enquanto duo foi com o lançamento de “Super Highways”, álbum de 1999.

A versão faz parte do “Oh Men Project”, só de remixes, que está sendo lançado hoje em vinil 12″. E ficou incrível.

* Em outra frente, Tim Burgess está na ativa com o Charlatans. A banda lança dia 26 de janeiro seu 12º álbum, “Modern Nature”, e lançou recentemente o single “So Oh”.

>>