Em tiny desk concerts:

Tiny Desk do dia. De um dia de 2013. Programa desencava session linda do You La Tengo

>>

Captura de Tela 2020-11-18 às 9.34.51 AM

* Pedimos desculpas pelo excesso de Tiny Desk Concert publicado neste espaço rocker (nem sempre) virtual, mas é que nós não r(d)esistimos e temos sempre um na manga para aquele momento do disco em que achamos que você precisa de um sonzinho bom para ouvir e/ou um vídeo legal para ver.

Portanto chegamos agora aos arquivos recém-divulgados do programa de internet da NPR, a rede de rádios independentes americanas, porque vídeos novos ou antigos do Tiny Desk merecem ser divulgados, tipo este do beeeeeelo grupo “alternativo” americano Yo La Tengo, de New Jersey (bom frisar”, de longos serviços prestados na pavimentação dessa estrada sonora pela qual a gente viaja.

Três musiquinhas em session feita no escritorinho de Washington DC em julho de 2013 feitas na época em que a banda veterana lançou “Fade”, seu 13º disco, pensa. Desse álbum tem duas canções nesse Tiny Desk especialíssimo do querido Yo La Tengo: “Is That Enough” e “Ohm”. A terceira é “Tears Are in Your Eyes”, de 2000, quando o novo rock estava pegando forma.

Para sua apreciação!

>>

Luxo e requinte. Uma session absurda do Michael Kiwanuka para o Tiny Desk

>>

* Na voz, no violão e nos teclados, Michael Kiwanuka. Na tela, uma session para a série cool da NPR, o conglomerado de rádios alternativas americanas, nossa prediletíssima Tiny Desk Concerts, na versão “home” faz tempo e ainda pelo “foreseeable future”.

Que coisa linda essa performance, a vibe, as cores, as cinco músicas que o espetacular cantor, produtor e multiinstrumentista britânico gravou direto de uma “Londres chuvosa” para mandar para a série americana, que na pandemia reforçou o conceito de session intimista ao extremo e tem vivido grandes momentos.

O premiado Kiwanuka, que tocou principalmente canções de seu terceiro álbum, homônimo e excelente, vive numa fase espetacular em seu som indie folk black único. Nem vamos citar suas participações tipo secretas na misteriosa banda Sault, um dos grandes nomes do ano na música.

A lista de músicas da Tiny Desk com o Kiwanuka é a seguinte:

“Light”
“Hard To Say Goodbye”
“Hero”
“Cold Little Heart”
“Solid Ground”

Tenha uma prazerosa terça-feira à tarde:

>>

Ty Dolla $ign junta uma galera para tocar as novas na salinha, para a Tiny Desk. Pode isso?

>>

Captura de Tela 2020-10-28 às 3.21.50 PM

* Eis que chegou a vez de o rapper americano Ty Dolla Sign, dizem o responsável pelo álbum do ano do hip hop americano, mandar sua performance para uma edição especial da série Tiny Desk Concerts, acaloradas sessions apertadinhas em escritório quando tudo está bem, ou contribuições espremidadas de artistas e bandas gravando e mandando para o programa em ano pandêmico como este, quando a série vira Tiny Desk (Home) Concert.

Ty Dolla $ign, de Los Angeles (por isso as tranças loiras), acaba de dar à luz o disco “Featuring Ty Dolla $ign”, seu terceiro álbum, talvez o disco mais carregado de participações especiais do ano, do nível Kid Cudi, Post Malone, Kanye West, Anderson Paak, Thundercat, Quavo, Nicki Minaj, Big Sean, Kehlani, Future, Young Thug, FKA Twigs, Skrillex e outros mais.

Na série do Tiny Desk, que subiu hoje no Youtube do programa, reuniu seis camaradas com ele numa salinha de algum lugar de LA. Espero que todos se testaram antes, morem juntos, sei lá. Mas o negócio é que Ty mandou seis músicas para a session grandinha, algumas do discão novo.

– “Temptations”
– “Something New”
– “Or Nah”
– “Paranoid”
– “Ego Death”
– “Your Turn”

Bote sua máscara e vá até a salinha do Ty Dolla $ign.

>>

Maior banda do mundo hoje, a coreana BTS gravou session para o menor programa indie do mundo, a Tiny Desk

>>

* A gente já disse mil vezes aqui, a maravilhosa série Tiny Desk Concerts, que promove na internet incríveis performances íntimas de bandas e artistas dentro de um escritório, é produzida pela NPR, o conglomerado de rádios americanas NPR que faz esse famoso programete virtual em Washington DC, e geralmente bota para tocar na salinha nomes da cena independente.

Tem muitas históricas performances na Tiny Desk, poderíamos citar muitas, mas de imediato lembramos a do Idles de 2019, que vira e mexe estamos revendo.

Daí que a série ganhou uma performance especialíssima de tão controversa para suas pretensões indies. A superbanda coreana, nome dominante do estrondoso gênero k-pop, agora nesta fase mundial de todo mundo em suas casas realizou um minishow de “escritório” e mandou para a NPR, para participar do Tiny Desk.

Captura de Tela 2020-09-28 às 9.01.21 AM

Três músicas em session foram gravadas pelo BTS, com seus sete cantores e mais quatro músicos sentadinhos, sem suas famosas dancinhas, “encaixotados” numa área pequena da loja de disco Vinyl & Plastic, de Seoul, terra deles.

“Dynamite”, a primeira música tocada para a Tiny Desk, lançada neste ano, é o primeiro single do grupo em inglês e obviamente foi parar no primeiro lugar nos EUA. “Save Me” é de 2016. E a última, “Spring Day”, balada famosaça do BTS, tem até um rap coreano no meio.

O BTS é tão fenômeno dos dias de hoje, com grande ação em redes sociais da banda ela mesma e de seus incontáveis e organizados fãs, chamados BTS Army, que vai ser fácil a maior audiência do programa da NPR em sua história.

O Tiny Desk foi criado em 2008 dentro do festival South by Southwest pelo radialista e personalidade de mídia Bob Boilen, depois que ele chamou soa cantora e multiinstrumentista folk Laura Gibson para tocar em sua mesa numa improvisada sala de cobertura do festival, em Austin, Texas.

Bob Boilen ganhou fama por criar e apresentar desde 2000, para a NPR, o famoso programa online semanal “All Songs Considered”.

Com todos as canções consideradas MESMO, olha onde o Tiny Desk foi se meter desta vez.

>>

Tame Impala transmite live para a série The Tiny Desk. Veja aqui

>>

tame2

* Hoje às 11h, no horário de Brasília, a banda australiana Tame Impala fez um número especial com três músicas para a sensacional Tiny Desk Concerts, que transmite para conglomerado de rádios americanas NPR, desde Washington DC, um monte de sessions incríveis onde botam as bandas e artistas para tocar numa sala de escritório apertada, entre mesas de computadores e estantes de livros e discos. E não importa o ritmo e o tamanho da banda. Para a série Tiny Desk, muito grupo louvável se aperta para performances históricas.

O streaming ao vivo do Tame Impala, que por conta das condições impostas pelo 2020 pandêmico foi enviado de lá da Austrália, no “escritorinho” da casa do Kevin Parker, teve performances para as músicas “Breathe Deeper”, “Is It True” e “Patience”, as duas primeiras do “Slow Rush”, álbum deste ano, e a último um single do ano passado.

Para esse showzinho do Tiny Desk, Parker contou com os impalas Jay Watson e Dom Simper.

Você pode assistir o Tame Impala em session para o Tiny Desk aqui embaixo.

>>