Em tiny desk:

Banda inglesa Yard Act ocupa o South by Southwest. Amanha, toca no Jimmy Fallon

>>

yardactsxsw

* Outra banda peculiaríssima do post-punk inglês, a “rising” Yard Act, foi um dos nomes mais celebrados da parte musical do último South by Southwest, festival-vitrine enorme que acabou de bagunçar Austin, no Texas. Mas uma bagunça com propósito, senão os texanos ficam bravos.

O grupo de Leeds, que lançou seu badalado disco de estreia, “The Overload”, no fim de janeiro, fez seu agora badalado show NOVE VEZES no Sxsw. E na quinta-feira o quarteto vai ser a atração convidada de música do programa do Jimmy Fallon, levando seu indie falado para as famílias americanas mais notívagas.

Porém, ah porém, enquanto em Austin, o Yard Act teve uma session sua gravada no buchicho do South by Southwest para a espetacular série online Tiny Desk, que como sempre fez uma edição especial lá no festival. E essa session acaba de ir ao ar.

Yard Act no aperto do Tiny Desk tem cinco músicas, quatro delas do disco debut.

“Rich”
“Payday”
“Land of the Blind”
“Fixer Upper”
“100% Endurance”

***

* A Popload está passando por umas questões técnicas e o upload de fotos anda prejudicado. Por isso, as imagens que ilustram as chamadas para os posts mais recentes, como este, lá na home, são “genéricas”, digamos. Quando a situação normalizar, trocaremos elas, beleza?

>>

>>

Tiny Desk inaugura série 2022 com barulho máximo e bichinhos de pelúcia. Sim, a session é do Turnstile

>>

* Uma das atrações imperdíveis do Lollapalooza Brasil, que acontece em março (toc toc toc) em São Paulo, a banda Turnstile, de Baltimore, inaugura as exibições de 2022 da espetacular série Tiny Desk com uma espetacular session de sete músicas. Ainda na versão “home”, com as bandas se apresentando em seus próprios cenários acanhados e enviando as performances para Washington DC, essa do quinteto americano foi gravada “em casa” em dezembro.

Repare: são sete músicas, mas na velocidade tradicional do som da banda. Ou seja, 17 minutos no total. Todas do mais recente disco do grupo, o poderoso “Glow On”, lançado em agosto de 2021 e considerado um dos melhores do ano que passou em várias listas distintas.

E é tudo muito peculiar: a salinha em que o over-energético Turnstile despeja seu barulhinho bom, com alguns integrantes SENTADO, é enfeitada por bichinhos de pelúcia. Fofura.

A session inteira é assim:
– “Endless”
– Underwater Boi”
– “Blackout”
– “Don’t Play”
– “Mystery”
– “T.L.C. (Turnstile Love Connection)
– “Alien Love Call”

E o primeiro Tiny Desk de 2022, com essa belezura, está aqui embaixo:

>>

Wet Leg toca sua discografia completa numa Tiny Desk linda. Todas as quatro músicas

>>

* As meninas da bombada banda nova inglesa Wet Leg, Rhian Teasdale e Hester Chambers, sempre ficaram vendo as sessions da Tiny Desk na internet e não acreditaram quando foram procuradas pela NPR americana para produzir a delas própria. Foi o que elas escreveram nas redes sociais ontem à noite para anunciar, enfim, que todos os seus quatro singles lançados viraram uma famosa Tiny Desk.

A banda da pitoresca Ilha de Wight mandou ver os hits Chaise Longue”e “Wet Dream” e as novinhas “Too Late Now” e “Oh No”, singles que saíram nesta semana, junto com a notícia que o primeiro disco sai em abril de 2022 e leva o nome do quinteto.

Aliás, talvez nunca tenhamos botado aqui os nomes dos rapazes do Wet Leg, então aqui vai: Henry Holes na bateria, Ellis Durand no baixo e Josh Mobaraki se revezando na guitarra e no synth, seguram bem a onda barulhentinha da dupla Teasdale e Chambers.

Esta Tiny Desk foi gravada pela Wet Leg num centro cultural que é bar, clube, espaço de exposição e loja de disco chamado The Ventnor Exchange, na Ilha de Wight.

Aqui, abaixo, para seu deleite, a Tiny Desk da Wet Leg.

>>

Na semana de lançamento do disco do ano (?!), rapper Little Simz solta uma Tiny Desk incrível

>>

* Que beleza a rapper inglesa maravilhosa Little Simz sentadona num sofá Chesterfield vermelho gravando sua Tiny Desk, para mandar para Washington, DC. A série online à distância recebeu a cantora e atriz britânica de sangue nigeriano que lança nesta semana, mais precisamente na sexta dia 3, seu aguardaaaaaado novo álbum, “Sometimes I Might Be Introvert”, que obviamente vai ser um dos discos de 2021, de tanto single poderoso que já conhecemos.

A session de Simz para a Tiny Desk teve quatro músicas: “Introvert”, “I Love You, I Hate You”,
“Point and Kill” (com a presença do artista Obongjayar, chiiiiiiiic) e “Woman”, tudo de seu quarto álbum (ou segundo, dizem).

Sem palavras para essa session. Resta mostrá-la.

>>

…Eis que a banda inglesa Dry Cleaning chega à session para a Tiny Desk

>>

Captura de Tela 2021-07-06 às 12.53.31 PM

* Junta duas coisas que a gente gosta bastante, a série online de sessions incríveis Tiny Desk e a banda inglesa Dry Cleaning e VOILÀ!!!

Prediletos da casa, o grupo post-punk feroz da incrível faladeira Florence Shaw, que lançou um dos discos do ano até agora (o de estreia, “New Long Leg”, que saiu em abril), baixou a bola sonora para transformar suas potentes músicas em algo mais… tranquilas, acústicas. E botá-las num ambiente meio apertado para caber bem na proposta do programa da NPR americana, o conglomerado de rádios cools dos EUA.

Ficou até engraçado de tão bom. Soando brincadeirinha para a banda, a voz de Shaw ficou ainda mais “dreamy”, assim, sem a barulheira da guitarra do Dry Cleaning.

A session foi gravada num cantinho da loja de discos World of Echo, a predileta deles e que fica no East London. Pôster dos grandes The Fall e Wipers à vista, além de um letreiro cool de néon “The club is open”.

Esse Tiny Desk com o Dry Cleaning ganhou até um textão na legenda do Youtube. Florence Shaw e seus amigos merecem. Foram reformatadas para a ambientação nova três faixas do “New Long Leg”. E entrou ainda uma de um EP mais “antigo deles”, a bonitona “Viking Hair”.

Ficou assim:
– “Her Hippo”
– “Unsmart Lady”
– “Leafy”
– “Viking Hair”

Boa viagem!

>>