Em Tom Jones:

The Killers tocando na cobertura do Caesars Palace, The Pretenders sendo incrível no jardim. Tudo isso e muito mais no festival “em casa” da BBC Radio 2

>>

140920_killers2

Neste final de semana, a BBC Radio 2 se viu obrigada a realizar um festival diferente.

Previamente marcado para acontecer no incrível Hyde Park de Londres, para mais ou menos 50 mil pessoas, o evento precisou ser cancelado devido ao coronavírus. Ainda assim, foi realizado em outro formato.

Sábado e ontem, diversos artistas se apresentaram em “casa”, até por isso o nome “BBC Radio 2 Live at Home”. O casa entre aspas não significa que eles tocaram em suas residências, veja bem. Mas, sim, isolados, mas em locais surpresas.

O Killers, por exemplo, esnobou e se apresentou na cobertura do pomposo Caesars Palace, em Las Vegas.

Também participaram do evento nomes como o sempre ótimo The Pretenders, John Legend, Nile Rodgers & CHIC, Tom Jones, Erasure, McFly e muito mais.

Alguns registros desse novo normal dos festivais em 2020 podem ser conferidos abaixo.

>>

Morrissey avisa que a paz mundial não é da nossa conta

A vida voltou a sorrir para Morrissey e seus ardorosos fãs pelo mundo (tipo a gente). O maior britânico vivo quase deixou de ocupar este posto nos últimos meses – bate-na-madeira – devido aos constantes problemas de saúde que o fizeram cancelar turnês mundo afora, Brasil incluído.

Agora, aparentemente recuperado de toda essa zica, o ex-líder dos Smiths está no gás, em início de extensa turnê pelos Estados Unidos e com a criatividade em dia para lançar seu décimo disco de estúdio com o sugestivo título “World Peace Is None of Your Business”. O registro será lançado em julho.

O single que dá título ao álbum já vem sendo executado nestes shows em terras norte-americanas e será lançado virtualmente AMANHÃ, 13 de maio. Na letra de cunho político, o compositor inglês chega a citar o Brasil no trecho: “Cada vez que vota, você apoia o processo / Brasil, Bahrein, Egito, Ucrânia / Tantas pessoas sofrendo”. A capa já desponta como uma das melhores fotos do ano.

120514_moz6_capa

Dentro desta turnê norte-americana, marcada especialmente para teatros e casas de shows médias, Morrissey fez um show na gigante Sports Arena de Los Angeles no último sábado. E teve como convidado especial o famoso cantor Tom Jones como show de suporte, pensa.

Moz tem mesclado de forma equilibrada seu setlist, dando destaque para canções de sua carreira solo e algumas de sua antiga banda. A faixa que abre o show, por exemplo, é “Hand in Glove”, primeiro single dos Smiths, de 1983.

A Popload destaca algumas fotos e vídeos desta dobradinha Moz & Jones em LA. Claro, rolou invasão de palco e aquela comoção toda. Coisa fina, não?

120514_moz2

120514_moz3

120514_moz4

120514_moz5_tomjones

* Fotos: Phillip Cosores / Consequence of Sound

>>

Big mouth: Liam canta para o Will.I.am, perde para o Ozzy e xinga o Kanye West

>>

Semana agitada para Liam Gallagher. “BE”, seu novo esforço sonoro (e bom) com seu Beady Eye, alcançou o 2º lugar das paradas britânicas. Em uma disputa insana, de acordo com executivos do Official Charts, o Black Sabbath ficou 13 mil cópias na frente da banda do irmão do Noel, com o seu “13”. Hehe. Durante a semana passada, os dois grupos se alternaram no topo da lista. Nas prévias de quarta-feira, a diferença era de apenas 4 mil cópias do 1º para o 2º colocado.

Talvez como último suspiro na busca pelo topo, Liam levou sua banda para o The Voice UK, programa bem pop que, se alguém perguntasse para o Gallagher se ele teria coragem de participar com o Oasis, provavelmente teria uma treta séria. Novos tempos, o Beady Eye mandou o single “Second Bite of the Apple” para a Jessie J, o Will.I.am, Tom Jones e o vocalista do The Script. Pensa…

* Um papo que vai render, pelo jeito, é a mais nova declaração de Liam para a imprensa britânica. Por lá, ele falou para a conceituada revista GQ que Kanye West está longe de ser Jesus (fazendo alusão ao título seu novo disco). “Jesus não fica andando por aí de cabeça baixa e batendo ela no poste. Ele é um idiota”.

Liam se referia a isso…

V Festival inglês tem mortes e gente sendo expulsa do palco com garrafas de urina. Entre outras coisas, claro

>>

Fim de semana polêmico na Inglaterra. Um dos festivais mais poderosos de lá, o V Festival viu suas notícias serem divididas nos cadernos de cultura e policial dos jornais locais, já que dois homens foram encontrados mortos durante o festival.

Primeiro, um jovem de 22 anos foi encontrado morto em uma tenda, no Weston Park, na madrugada de sábado para domingo. A polícia ainda não sabe as causas do óbito. Ontem, outro homem – esse com 39 anos de idade – também foi encontrado morto em um quintal de uma casa nos arredores do parque de Chelmsford. Este segundo caso parece despertar mais cuidado nas autoridades pois há a suspeita de assassinato. Dez pessoas que teriam participado de uma festa na tal casa foram detidas.

Falando de música, o V Festival acontece em dois parques diferentes com revezamento de line up no sábado e domingo. Passaram pelos palcos do Weston e Hylands Park atrações como The Killers, Stone Roses, Noel Gallagher, Snow Patrol, Tom Jones, Friendly Fires, Charlatans, Miles Kane e Gossip.

Boa parte do festival teve transmissão online, o que gerou grande expectativa para um possível webcast do Stone Roses, que ainda não liberou material oficial dos seus shows de retorno. Quando parecia que ia rolar o show todo lindão ao vivo, o V Festival informou que as imagens não foram liberadas. Fuén.

Outro fato que ganhou destaque foi a recepção nada amistosa do público para a cantora Cher Lloyd, que participou do X Factor UK. Ela, que faria uma rápida apresentação com quatro músicas, cantou só a metade, pois foi recebida com diversas garrafas no palco, algumas delas cheias de urina. Meio Carlinhos Brown. Tadinha.

Abaixo algumas fotos e vídeos que resumem um pouco a polêmica edição 2012 do V.