Em Tool:

Eu quero acreditar: TOOL anuncia data de novo disco (13 anos depois)

>>

Captura de Tela 2019-05-09 às 11.37.24 AM

* Existem bandas que se separam, passam uma década sem tocar juntos, daí se reúnem e lançam um disco de… reunião. Isso é até comum no rock. Bem menos comum é o caso do Tool, que nunca parou de fazer shows, mas teve seu último material inédito lançado no álbum “10,000 Days”, lá em 2006, num mundo pré-iPhone.

Como a banda nunca se separou, sempre ficou a expectativa de que viesse material novo, em algum momento. Nesses 13 anos que se passaram, o vocalista do Tool, o difíííícil Maynard James Keenan, lançou três discos com seu projeto Puscifer e um com a banda A Perfect Circle – fora discos ao vivo.

Sempre rolaram boatos de que estariam gravando: uma pesquisa no Google por “new Tool album” dá resultados muito variados de integrantes da banda comentando no “progresso” do disco com o passar do tempo, mas nunca nada de concreto. Memes e memes há tempos circulam nas redes sociais sobre o tal novo disco.

tool1

tool2

POIS AGORA…

Finalmente é verdade: o Tool realmente entrou no estúdio em 2018 para gravar um álbum, e Maynard prometeu oficialmente o mesmo para este 2019.

Além de diversas fotos, vídeos e relatos que vêm surgindo nos últimos meses, agora os fãs finalmente podem ouvir duas músicas novas. Em seu primeiro show de 2019 (ironicamente, apenas alguns dias após o aniversário de 13 anos de “10,000 Days”), Tool tocou no festival Welcome to Rockville, na Florida.

Lá, mandaram duas inéditas: “Invincible” e “Descending” – esta última já havia aparecido em versão instrumental reduzida em alguns shows, mas agora veio com vocais.

Espera-se que o disco chegue em 30 de agosto. Também espera-se que, depois de tanto tempo, seja bom.

Ouça (e veja) as duas músicas inéditas do Tool.

**

* Aqui, uma versão melhorzinha de “Invincible”

**

* E, last but not least, A DATA, clicada pela galera do show da Florida e postada a toda velocidade no Instagram:

Captura de Tela 2019-05-09 às 12.05.01 PM

>>

St. Vincent pode tudo. Até tocar metal e errar o nome da música

>>

110618_stvincent2

Diva indie que a gente não para de amar, Annie Clark tomou conta do Instagram da BBC 6 Music na sexta passada e respondeu, com seu violão (às vezes), aos questionamentos e observações dos fãs.

Em um dado momento, perguntaram para St. Vincent quais eram seus riffs de guitarras favoritos, que ela gostaria de ter criado. Ela não titubeou e logo emendou “Cowboys From Hell”, do Pantera.

Não o bastante, Annie ainda tocou e cantou “Forty Six & 2”, do Tool, que ela de forma bastante fofa errou o nome, chamando de “My Shadow”. Mas ela pode, claro.

O vídeo flagrando os dois momentos pode ser conferido abaixo.

>>

Record Store Day: novo disco do U2 era, na verdade, um disco velho do TOOL. Hein?

>>

* UTool.

230415_u2

Definitivamente, o mais recente disco do U2 nasceu para ser polêmico. Não bastasse todo o bafafá que envolveu seu lançamento repentino via iTunes no mundo todo, quando até quem não queria recebeu o disco em seus aparelhos, a banda irlandesa passou por mais um perrengue no último fim de semana com o Record Store Day.

“Songs Of Innocence” teve uma versão especial lançada em vinil. Só que muitos fãs, ao abrir o produto, se depararam com cópias de “Opiate”, disco da banda americana de metal experimental TOOL lançado em 1992 e que nem fazia parte dos lançamentos do RSD deste ano.

230415_tool

Ainda não houve um comunicado oficial por parte das gravadoras informando quantos discos foram afetados e qual a razão desse deslize. Ou seria uma estratégia meio maluca?

A verdade é que diversos fãs premiados postaram fotos em redes sociais relatando o fato.

230415_toolu2

>>