Em underworld:

Melhores de 2016: os vários Top 10 de discos internacionais da POPLOAD

>>

melhores2016_internacional

* A turma da Popload, em sua pluralidade, solta agora sua lista de melhores do ano. E, como seeeeeeeeempre, é aquela coisa: falando sobre a minha lista particular myself própria, já estou arrependido um pouco. Deixei muita coisa de fora. Outras eu começo a me tocar que existiram e foram importantes assim que eu dei o “enter”. Outras ainda que simplesmente mudei de ideia. Sou daqueles capaz de pegar o primeiro lugar e botar em oitavo. E o segundo tirar da lista. Mas aí a nóia é minha. E o que está aqui foi o que saiu.

Achamos que hoje em dia é delicado falar “Melhores Discos”. Na verdade são “Discos Preferidos”. Ou “Discos Que Contêm Mais Músicas Legais”. Nesse “novo” jeito de ouvir um álbum dos últimos tempos, o conceito de “Melhores Discos” ficou diferente.

Whatever! Eis então as listas dos Melhores Discos de 2016 para quem, cada um a seu modo, faz a Popload. É tudo tão diverso, que não dá para pinçar qual seria o “Disco de 2016”. Para dar uma ideia do que é a Popload hoje e do que foi o ano em lançamentos de álbuns.

No caso desta, a lista dos discos internacionais. Amanhã, com galera selecionada, sai a lista dos nacionais.

* Top 10 – Lúcio Ribeiro

Captura de Tela 2016-12-22 às 8.09.48 PM

1. Slaves – “Take Control”
2. Underworld – “Barbara Barbara, We Face a Shining Future”
3. Parquet Courts – “Human Performance”
4. Frank Ocean – “Blonde”
5. Metronomy – “Summer 08”
6. Skepta – “Konnichiwa”
7. Fat White Family – “Songs for Our Mother”
8. Radiohead – “A Moon Shaped Pool”
9. Chance the Rapper – “Coloring Book”
10. Iggy Pop – “Post Pop Depression”

**

* Top 10 – Alisson Guimarães

Captura de Tela 2016-12-22 às 8.17.18 PM

1. Iggy Pop – “Post Pop Depression”
2. Thee Oh Sees – “A Weird Exits”
3. Underworld – “Barbara Barbara, We Face a Shining Future”
4. Solange – “A Seat at the Table”
5. DIIV – “Is the Is Are”
6. A Tribe Called Quest – “We Got It from Here… Thank You 4 Your Service”
7. Neil Young – “Peace Trail”
8. The Avalanches – “Wildflower”
9. David Bowie – “Blackstar”
10. Parquet Courts – “Human Performance”

**

* Top 10 – Ana Carolina Monteiro

Captura de Tela 2016-12-22 às 8.22.00 PM

1. Michael Kiwanuka – “Love & Hate”
2. Whitney – “Light upon the Lake”
3. Leonard Cohen – “You Want It Darker”
4. Wilco – “Schmilco”
5. Parquet Courts – “Human Performance”
6. Radiohead – “A Moon Shaped Pool”
7. David Bowie – “Blackstar”
8. Car Seat Headrest – “Teens of Denial”
9. Savages – “Adore Life”
10. Warpaint – “Heads Up”

**

* Top 10 – Tallita Alves

Captura de Tela 2016-12-22 às 8.25.14 PM

1. David Bowie – “Black Star”
2. Blood Orange – “Freetown Sound”
3. Moderat – “III”
4. Solange – “A Seat at the Table”
5. Rihanna – “Anti”
6. Soft Hair – “Soft Hair”
7. Frank Ocean – “Blonde”
8. Whitney – “Light upon the Lake”
9. Lady Gaga – “Joanne”
10. Kaytranada – “99.9%”

**

* Top 10 – Alexandre Gliv Zampieri

gliv

1. Metallica – “Hardwired… To Self Destruct”
2. Korn – “The Serenity of Suffering”
3. Rob Zombie – “The Electric Warlock Acid Witch Satanic Orgy Celebration Dispenser”
4. Asylums – “Killer Brain Waves”
5. Biffy Clyro – “Ellipsis”
6. Alexisonfire – “Live at Copps”
7. Slaves – “Take Control”
8. Blossoms – “Blossoms”
9. Weezer – “Weezer (The White Album)”
10. Catfish and the Bottlemen – “The Ride”

**

* Top 10 – Isadora Almeida

isa

1. Koi Child – “Koi Child”
2. Anderson .Paak – “Malibu”
3. Whitney – “Light upon the Lake”
4. Sunflower Bean – “Human Ceremony”
5. Roosevelt – “Roosevelt”
6. The Last Shadow Puppets – “Everything That You’ve Come to Expect”
7. Skepta – “Konnichiwa”
8. Billie Marten – “Writing of Blues and Yellows”
9. Catfish and the Bottlemen – “The Ride”
10. The 1975 – “I Like It When You Sleep, For You Are So Beautiful Yet So Unaware of It”

**

* Top 10 – Fernando Scoczynski Filho

Captura de Tela 2016-12-22 às 8.25.14 PM

1. David Bowie – “Blackstar”
2. Radiohead – “A Moon Shaped Pool”
3. Savages – “Adore Life”
4. The Kills – “Ash & Ice”
5. Autolux – “Pussy’s Dead”
6. Iggy Pop – “Post Pop Depression”
7. Garbage – “Strange Little Birds”
8. Deftones – “Gore”
9. The Dillinger Escape Plan – “Dissociation”
10. The Black Queen – “Fever Daydream”

PLAYLIST MELHORES DE 2016

Glastonbury não acabou: Last Shadow Puppets, Tame Impala, Foals, o maravilhoso Underworld e a melhor música do New Order

>>

* Ainda sobre o já saudoso Glastonbury 2016, o da maior quantidade de lama “ever” e o da maior quantidade de banda também. Aos poucos (a BBC) vão soltando os vídeos oficiais e não derrubando os vídeos não-oficiais. Volta para o Euro, England.

Escolhemos cinco momentos muito especiais do evento que terminou a semana passada para mostrar por aqui sem susto de o link sumir.

7-Glastofest-AndrewAllcock-160622-0126

O maior hit deste ano, “Miracle Aliner”, do Last Shadow Puppets, a música mais tocada hoje em rádios indie. “Let It Happen”, do Tame Impala, a música mais tocada do ano passado e ainda contando. O hit “novo” do Foals, para lembrar que eles tocam aqui no Cine Joia (SP) daqui uns meses. O fundamental Underworld contribuindo para a mágica do Glasto. E a melhor música de um grupo cheio de músicas lindas, o histórico New Order, velhinhos e tal, mas dando um caldo.

** As imagens utilizadas neste post são de Andrew Allcock.

>>

Hello. Can you hear me? Mais uma apresentação espetacular do Underworld

>>

040516_underworld2

O incrível duo inglês Underworld, formado pelo centrado músico Rick Smith e o vocalista insano Karl Hyde, está vivendo uma de suas melhores fases na carreira, que já tem um bom tempo de duração.

Recentemente, eles fizeram do Coachella, no meio do deserto da Califórnia, uma espécie de clubinho inglês dance dos anos 90. Show lotado, galera fritando, seja com os hits antigos ou as novas do ótimo álbum “Barbara Barbara, We Face a Shining Future”, o disco #9 da carreira deles, lançado neste ano.

Para comprovar esta boa fase, o duo foi uma das atrações do mais novo episódio do programa do Jools Holland. Foram liberados os vídeos do novo single “If Rah”, que o James Murphy daria uma unha para ter escrito e gravado com o seu LCD Soundsystem, e ainda o super hit “Born Slippy (NUXX)”, do álbum “Second Toughest in the Infants”, de 1996.

>>

Estamos diante de uma session brilhante: é o Underworld fazendo bonito na Califórnia

>>


180416_underworld2

Aproveitando o rolê aqui pela Califórnia especialmente para os shows do Coachella, o sempre ótimo Underworld fez uma visita aos estúdios da rádio KCRW, nos arredores de Los Angeles, para mostrar sons e falar do disco novo, o ótimo “Barbara Barbara, We Face a Shining Future”.

Por quase 50 minutos, a dupla formada por Rick Smith e o vocalista doido Karl Hyde, voz marcante da música eletrônica desde os anos 90, tocou novas faixas tipo “I Exhale” e “If Rah”, uma das melhores músicas do ano, de acordo com alguns amigos.

A dupla britânica também revisitou seu rico catálogo e mandou ao vivo canções tipo “Jumbo”, do álbum “Beaucoup Fish”, lançado láaaa em 1999. A session toda para o tradicional Morning Becomes Eclectic pode ser ouvida abaixo.

** A Popload está na Califórnia a convite do VisitCalifornia.

>>

Sua vida está salva. Ouça o novo disco do Underworld

>>

* Uma das vozes que eu gosto na música desde os anos 90, sem cansar, é a do maluco Karl Hyde, da banda inglesa Underworld, uma das formações eletrônicas mais importantes do gênero desde que o primeiro computador foi criado. Karl Hyde tem no gogó o incrível sotaque britânico no que tem de mais marrento e seu jeito de falar/cantar carrega um misto de malandragem com o timbre de um sujeito perturbado do mal. Isso em cima das eletrobatidas do Underworld é matador. E é assim desde os anos 90. Karl, uma espécie de Mark E.Smith eletrobizarro, é esse cara simpático abaixo. Ele acabou de estrelar um vídeo sozinho, dançando com uma porta.

Screen Shot 2016-03-16 at 8.41.09

A música do vídeo é “I Exhale”, faixa que abre o novo álbum deles, o nono da carreira, a ser lançado nesta sexta-feira. A música já inunda rádios legais e programas legais com suas batidas, digamos, provocativas, o vocal falado hipnótico de Karl. Acho que é uma das canções mais legais do ano até agora. Quando ela toca no rádio, dá vontade de sair correndo sem rumo. Entusiasmou até o veterano Elton John, que abriu um de seus últimos programaas da Beats 1 com a música. Até o Iggy Pop já tocou.

Mas o disco novo, veja bem, é todo bom. Se chama “Barbara Barbara, We Face a Shining Future” e já pode ser ouvido por aí, por aqui. A faixa dois, um amigo que manja muito de eletrônica pediu para eu ouvir correndo, se chama “If Rah”. “É tipo LCD Soundsystem”, disse ele. Só que em vez do vocal amigo de James Murphy, com Karl no microfone a vibe é outra.

Vamos ouvir o disco dez vezes?

>>