Em wayne coyne:

Flaming Lips faz o show do futuro nos EUA. Todo mundo numa bolha

>>

lips1

* Não é de hoje que a bandaça americana Flaming Lips roça o futuro com seus shows inusitados. A banda do malucão (?!) Wayne Coyne, os lábios flamejantes de Oklahoma, sempre traz diante de seu público um estilo de apresentação ao vivo que nunca é apenas isso, uma banda tocando num palco.

Há muitos anos que Coyne pratica em show uma espécie de “socialização com isolamento social”. É o artista que mais se aproxima de seus fãs sem de fato se aproximar. Em momento tal dos concertos do Flaming Lips, ele entra numa bolha de plástico e sai cantando para cima de seu público, andando sobre ele, ficando sobre ele, no meio dele. Na chamada “space bubble”.

Se isso aos olhos de hoje, em meio a uma assustadora pandemia, é de certa forma ter sido visionário lá atrás, Wayne Coyne segue fazendo suas experimentaçãos “diferentes”. E agora resolveu, como na noite de terça passada, na casa de shows Criterion, em Oklahoma City, fazer um espetáculo real tocando com a presença de pessoas em que todo mundo, banda e fãs, estão cada um em sua bolha.

Uma experimentação dessa experimentação já havia acontecido há alguns dias, quando a nossa série favorita Tiny Desk Concerts já havia mostrado os Lips em ação com todos da banda na space bubble. Como mostra a foto abaixo:

Captura de Tela 2020-10-15 às 7.58.42 AM

E esse “show do futuro” de terça agora, todo-mundo-na-space-bubble, banda e público, teve apenas duas músicas tocadas várias vezes, até para servir também como gravação de um vídeo oficial. Ou dois. O Flaming Lips fez essa performance-teste para “Assassins of Youth” e “Brother Eye”, duas canções de seu mais recente álbum, “American Head”, lançado agora na cabalística data de 11 de setembro.

Se não tem vídeo dessa experiência doida (?!) de Oklahoma, realizada talvez pela banda mais doida (?!) do universo, temos a cobertura dela feita pelo próprio Wayne Coyne, nas redes sociais.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Wayne Coyne (@waynecoyne5) em

Ver essa foto no Instagram

Yesssssss!!! Thsnk you everyone for helping !!!!!

Uma publicação compartilhada por Wayne Coyne (@waynecoyne5) em

>>

Flaming Lips com Deap Vally: dobradinha mais legal do momento, Deap Lips solta a nova “Home Thru Hell”

>>

100120_deaplips2

Uma das dobradinhas mais legais do mundo pop (ou indie, se você preferir) diz respeito ao Deap Lips, o grupo que mistura nada menos que o lisérgico The Flaming Lips com o duo de meninas Deap Vally.

Wayne Coyne, sempre ele, está envolvido. Seu parceiro de banda, Steven Drozd, também. As garotas Lindsey Troy e Julie Edwards dão o chame todo ao projeto.

O disco de estreia, homônimo, será lançado dia 13 de março e acabou de ganhar seu segundo single. O novo som recebeu o título “Home Thru Hell”. Antes, o Deap Lips já havia divulgado a também boa “Hope Hell High”. No total, serão 10 faixas novas.

Deap Lips – Tracklist
01 Home Thru Hell
02 One Thousand Sisters With Aluminum Foil Calculators
03 Shit Talkin
04 Hope Hell High
05 Motherfuckers Got to Go
06 Love Is a Mind Control
07 Wandering Witches
08 The Pusher
09 Not a Natural Man
10 There Is Know Right There Is Know Wrong

>>

O que você quer, Wayne Coyne? Flaming Lips anuncia novo álbum com participação especial de Mick Jones, do Clash

>>

051218_mickjones_slider

O sempre inventivo Wayne Coyne é desses caras que sempre estão nos surpreendendo. E, parece, ele vai conseguir de novo, em 2019. O seu Flaming Lips anunciou para o mês de abril, no Record Store Day, o lançamento de um álbum especial.

O projeto receberá o nome “King’s Mouth”, o mesmo de uma instalação de arte feita por Coyne em 2015, na qual eram tocadas músicas inéditas. O charme deste novo disco é a participação de Mick Jones, ex-guitarrista do lendário The Clash.

O músico, que também acumula passagens pelo Big Audio Dynamite e esporadicamente pelo Gorillaz, fará narrações em “quase todas as músicas”, o que é “realmente inacreditável”, nas palavras de Coyne.

O anúncio foi feito no Instagram oficial do próprio Wayne Coyne, mas ainda não há nenhuma prévia em áudio.

Visualizar esta foto no Instagram.

… ok.. so… our King’s Mouth album that will be coming out on @recordstoredayus in April has Mick Jones on it… yeah Mick Jones from The Clash and Big Audio Dynamite.. he’s doing the narration … he’s on almost every song… it really it quite unbelievable.. ill post a little video clip so you can hear him … but yeah!!!!! Man!!! Sooooo cool❤️🎅🏼🎅🏼🎅🏼🎅🏼❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️🎅🏼🎅🏼🎅🏼🎅🏼🎅🏼🙏🙏❤️❤️❤️❤️❤️#waynecoyne #theflaminglips #spongebobbroadway #flaminglipsconcert #flaminglips #kingsmouth @stevendrozd @scott_booker @jenstark @irreversibility @mtekbot @katyweaver @denniscoyne @kwkakwka @rockworth @nicholas_ley @spacefacemusic @oliverhibert @hein_koh @wow_elec_tron @nilerodgers @tannermariehull @wilco @waynecoyne5 @unitheband @dandeacon @mileycyrus @the_avam @gabbytwin @iiswhoiis @mtekbot @postmalone @paulsmith

Uma publicação compartilhada por Wayne Coyne (@waynecoyne5) em

>>

Para deixar seu dia mais psicodélico: ouça “Oczy Mlody”, novo álbum do Flaming Lips

>>

130117_lips_slider

A linda sexta-feira 13, além do disco novo do The xx, é embalada também ao som do incrível The Flaming Lips. A banda psicodélica mais incompreendida e adorada do indie (não?) lança hoje “Oczy Mlody”, comemorando inclusive o aniversário de 56 anos do distinto Wayne Coyne.

Puxado pelos singles “The Castle” e “How??”, “Oczy Mlody” é o 16º disco da carreira do grupo, tem 12 canções e é o primeiro deles desde o complexo “The Terror”, lançado em 2013. No meio do caminho, o Flaming Lips ainda soltou um disco em tributo aos Beatles, “With a Little Help from My Fwends”, e fez amizade com a Miley Cyrus.

O novo álbum fará a trupe de Oklahoma cair na estrada com um rolê mundial que começa dia 21 de janeiro em Londres, depois ganha a Europa e a América do Norte até junho.

>>

Flaming Lips e Miley Cyrus colorindo a sexta-feira com “We A Family”, outra inédita do disco Oczy Mlody

>>

wayne coyne miley

A dupla mais improvável do indie-pop ataca novamente. Preparadíssimos para o lançamento de Oczy Mlody, novo disco que sai na sexta-feira que vem, dia 13, o gênio-doidão Wayne Coyne e seu Flaming Lips soltaram mais um single hoje, “We A Family”. A faixa tem o lado experimental viajandão característico do grupo, que, acredite, ficou perfeito com a voz de Miley Cyrus, agora já figurinha carimbada na turma psicodélica da banda de Oklahoma. Nós adoramos:

Parecia bizarro quando láá em 2014 o Flaming Lips anunciou que Miley Cyrus faria uma parceria com a banda em um álbum que recriaria, a la Wayne Coyne, o clássico Sgt. Pepper do Beatles. O “bizarro”, veja bem, era mais para a ideia de mexer num vespeiro de fãs xiitas do Beatles que pela parceria com a cantora. No fim, o disco With a Little Help from My Fwends saiu com colaborações de outros 26 artistas, era sim bem legalzinho e ufa, não ofendeu ninguém (vocês também tudo é “noooossa”!). Cyrus inclusive aparece em duas faixas, “Lucy in the Sky with Diamonds” e “A Day in the Life” (que não são nem de longe as melhores do disco, mas ok). Em seguida, foi a vez de Wayne Coyne colaborar em um disco mais “experimental” dela, lançado de surpresa no ano passado. O projeto recebeu o nome de Miley Cyrus And Her Dead Petz.

Do aguardado novo álbum, que terá 12 músicas, já ouvimos três de forma oficial (“The Castle”, “How??” e “Sunrise (Eyes of the Young)”) e uma de forma “não oficial”, “There Should Be Unicorns”, tocada ao vivo em um show recente e cantada por um Wayne Coyne vestido de unicórnio. O vídeo de “HOW??”, lançado em novembro, foi um dos mais lindos e surreais do ano passado e merece um repeteco aqui:

>>