Em We Face a Shining Future:

Sua vida está salva. Ouça o novo disco do Underworld

>>

* Uma das vozes que eu gosto na música desde os anos 90, sem cansar, é a do maluco Karl Hyde, da banda inglesa Underworld, uma das formações eletrônicas mais importantes do gênero desde que o primeiro computador foi criado. Karl Hyde tem no gogó o incrível sotaque britânico no que tem de mais marrento e seu jeito de falar/cantar carrega um misto de malandragem com o timbre de um sujeito perturbado do mal. Isso em cima das eletrobatidas do Underworld é matador. E é assim desde os anos 90. Karl, uma espécie de Mark E.Smith eletrobizarro, é esse cara simpático abaixo. Ele acabou de estrelar um vídeo sozinho, dançando com uma porta.

Screen Shot 2016-03-16 at 8.41.09

A música do vídeo é “I Exhale”, faixa que abre o novo álbum deles, o nono da carreira, a ser lançado nesta sexta-feira. A música já inunda rádios legais e programas legais com suas batidas, digamos, provocativas, o vocal falado hipnótico de Karl. Acho que é uma das canções mais legais do ano até agora. Quando ela toca no rádio, dá vontade de sair correndo sem rumo. Entusiasmou até o veterano Elton John, que abriu um de seus últimos programaas da Beats 1 com a música. Até o Iggy Pop já tocou.

Mas o disco novo, veja bem, é todo bom. Se chama “Barbara Barbara, We Face a Shining Future” e já pode ser ouvido por aí, por aqui. A faixa dois, um amigo que manja muito de eletrônica pediu para eu ouvir correndo, se chama “If Rah”. “É tipo LCD Soundsystem”, disse ele. Só que em vez do vocal amigo de James Murphy, com Karl no microfone a vibe é outra.

Vamos ouvir o disco dez vezes?

>>