Em why generation:

Popload na Noruega. O show do FIDLAR: “The real deal”

>>

* Popload em Oslo. O último post. But not least.

IMG_8104

Ontem, último dia, deixei para visitar a principal loja de disco da Noruega, a Big Deeper. Queria comprar o álbum do Radiohead, que eu não tinha, e fui levado a gastar uma bela grana no vinil de 180 gramas que os caras tinham lá.

Cheguei à Big Deeper por indicação de sites e dos locais que eu conversei, dizendo que é a loja mais próxima de Londres fora da Inglaterra. Ou um outro brincando que era o tipo de loja que alguém do Pitchfork vai montar, quando vierem ter uma base em Oslo. Quando vi que eles tinham uma barraca dentro do Øya Festival, percebi que era lá que eu queria ir.

Big-Dipper_AH_03-1024x681

Não só achei essa edição especial do novo do Radiohead como encontrei também o “black vinil” do primeiro e único disco dos Modern Lovers, a seminal banda americana do Jonathan Richman, lá dos anos 70, um dos álbuns do meu Top 10 da vida.

Mas nem o Radiohead (“Very good”), nem o Modern Lovers (“Classic”), na minha pilhinha de compras, foi o que mais chamou a atenção do norueguês balconista cool da Big Deeper, que em cinco minutos de papo mostrou saber mais de música brasileira do que eu.

Foi o mais recente álbum do FIDLAR, molecada doida punk e skatista de Los Angeles, que foi atração do Øya no dia anterior. “Você viu os caras ao vivo? Fiquei impressionado”, disse o cara da Big Deeper. “Eles não têm nada de novo, e fazem até o gênero engraçadinho, para mim. Mas tocam muito, as músicas são boas uma atrás da outra e, no meio dessa galera nova de hoje, são o ‘real deal’.””

IMG_8252

Faço minhas as palavras do balconista da Big Deeper. Acrescentaria que me impressionou no som do FIDLAR, ao vivo, a aparente displicência da banda em tocar, mas conforme o show vai passado vc percebe que, na verdade, do primeiro grito da primeira música ao último da última eles estão é se divertindo como se estivesse tocando nos bares sujos de LA em que começaram.

Não foi uma nem duas as vezes em que o líder do grupo, o japa havaiano Zac Carper mostrou um encantamento surpreso ao ver que o público norueguês, no primeiro acorde, reconhecia a música a ser tocada no palco.

Veja abaixo dois sons do grupo californiano FIDLAR ao vivo no Øya Festival 2016. Os hinos “Why Generation”e “Drone”.

** A Popload viajou a Oslo, Noruega, a convite do Øya Festival.

>>

Acho que isso é com você. O grande FIDLAR e o vídeo novo para “Why Generation”

>>

Screen Shot 2016-02-02 at 8.42.00

* A banda-gangue californiana FIDLAR, espetacular punk bubblegum liderada pelo “problemático” Zac Carper (não vou repetir toda a história de novo), soltou novo vídeo para seu último grande hit, a ótima “Why Generation”, música do álbum “Too”, o segundo do grupo, lançado em setembro de 2015.

É muita referência em um só vídeo, é bom deixar você mesmo ver. Mas está lá a plateia de emojis/emoticons vendo show da banda com o iphone na mão, alguém da turma dos Fidlar comendo burrito e vendo o vídeo em seu celular, um emoticon chupando um pirulito de ácido e vendo “coisas”. A porra toda.

A história de uma geração contada por emoticons. FIDLAR é gênio.

>>

Geração “Why”. A ótima banda FIDLAR leva sua bagunça punk à família americana

>>

Screen Shot 2015-09-29 at 11.52.05

* Se tem um conceito de banda enquanto gangue na Inglaterra, é porque os britânicos não viram ainda como vivem e o que comem os arruaceiros da Califórnia, o incrível grupo skate-punk-molecada FIDLAR. Nossa nova banda predileta (ok, uma das), liderada pelo “problemático” Zac Carper, chegou ontem aos lares americanos via o programa do Jimmy Kimmel.

No Kimmel, o FIDLAR, em sua estreia na TV dos EUA, fez performance do incrível single “West Coast”, além de terem mostrado a não menos bombástica “Why Generation”, que fala da geração da qual a banda está virando porta-voz.

“West Coast” e “Why Generation” estão no álbum “Too”, o segundo da banda, lançado em setembro e muito bem na parada da “Billboard”, sendo devorado pela garotada americana. A impressão que dá é que está sendo muito legal ter 16 anos e viver na Califórnia. Em “Too” só tem música boa.

O FIDLAR está em meio a uma looooonga turnê pelos EUA e Canadá, que acaba na Europa em novembro.

>>