Em wry:

CENA – Ah, os anos 90. Wry lança CD de covers de bandas indies brasileiras da época

>>

cena

* Nos extertores de 2016, o grupo indie sorocabano Wry saca um lançamento especialíssimo. O álbum “National Indie Hits” em homenagem a bandas alternativas brasileiras anos 90, ou “a época em que o indie brazuca começou”, como Pin Ups, Pelvs, Killing Chainsaw, MQN, Walverdes, brincando de deus, entre outras.

Num total de 13 covers e num lançamento bem “anos 90”, ou seja apenas em CD físico, o disco é produzido pelo próprio Wry e editado de forma independente, pelo selo da banda. Foi gravado quando os integrantes do Wry moravam em Londres, entre 2005 e 2009, nos “momentos de folga”.

“National Indie Hits”, com hits dos anos 90 de bandas brasileiras da época e gravado exatamente por uma banda formada nesta época, vem à luz no momento em que os Pin Ups, um dos pilares do indie nacional, arma uma volta à ativa e disco novo. E um selo famoso do período, o Midsummer Madness, relança muitas bandas dos anos 90 de modo digital, seis delas presentes nesse disco-tributo do Wry.

Para comprar este “National Indie Hits”, cuja embalagem você vê abaixo, é só mandar um email para o guitarrista da banda, Mario Bross, no mariowry@gmail.com. O álbum sai por R$ 15, mais correio.

via GIPHY

Abaixo, a Popload traz três faixas de “National Indie Hits”. O Wry homenageando a seu modo os importantes grupos anos 90 PELVs (Rio de Janeiro), MQN (Goiânia) e Killing Chainsaw (Piracicaba).

**

* Agora, todo o tracklist de “National Indie Hits”

IMG_8492

01. LOW DREAM – PRECIOUS LOVE
02. PIN UPS – GUTS
03. SNOOZE – I FEEL YOU
04. SONIC DISRUPTOR – ANGEL’S WHEEL
05. brincando de deus – CHRISTMAS FALLS ON A SUNDAY
06. PELVs – LOVELES
07. KILLING CHAINSAW – EVISCERATION
08. SPACE RAVE – KILL SUMMERTIME
09. VELLOCET – INSIDE MY MIND
10. ASTROMATO – CANÇÃO DO ADOLESCENTE
11. MQN – BURN BABY BURN
12. WALVERDES – NOVOS ADULTOS
13. BIGGS – NOT THE SAME

>>

CENA – Wry acha a luz com “Sister” e lança vídeo… iluminado

>>

cena

Captura de Tela 2016-11-25 às 10.41.47 AM

* Último vídeo do último vinil, o eterno grupo indie paulista Wry, de Sorocaba, que já foi “banda inglesa” por um tempo, “Sister” é o ótimo registro visual do grupo para 2016, ano em que fez 45 shows em 40 cidades diferentes. Banda que tem mais de 20 anos de estrada, mas ainda carrega o “teen spirit”, o Wry promete para 2017 o seu oitavo álbum, se minhas contas não estiverem erradas. “O plano é lançar disco na sequência, ainda no primeiro semestre”, disse o líder do Wry, o guitarrista Mario Bross.

A música “Sister” tem um significado para Bross, que divaga mais a respeito: “Ela expôe uma fase onde eu procurava uma resposta, uma luz, para um instante estranho que eu passava em um determinado momento enquanto morava em Londres. A luz foi a própria música, que fez a gente caminhar mais longe pra conseguir atingir alguns objetivos que sonhávamos”.

Olha que belezas, música e vídeo.

>>

CENA: Para entender o que está rolando com o indie nacional. Sob o ponto de vista da turnê nordestina da banda Wry

>>

cena

* A veterana banda indie paulistana Wry, que já “esteve” banda inglesa, parou por um tempo e voltou a se reunir em Sorocaba para discos e shows, acabou de excursionar pelo Nordeste. Foram nove shows em 11 dias de correria, fomos informados pelo capo da banda, o figura Mario Bross, que entre outras coisas mantém vivo a cena indie de sua cidade com o ótimo Asteroid, clube-balada que dista a uma horinha de São Paulo.

Bross nos mandou um email para contar como foi essa etapa de shows do Wry, que tem a meta de 45 apresentações em 40 cidades diferentes, até o final do ano, para divulgação do mais recente disco deles, “Whales Sharks and Dreams”, que teve o vinil lançado pela Sonovibe Records, dos EUA.

O relato que Mario Bross revela, do alto de suas experiências de shows indies no Brasil desde 1994, quando a banda foi formada, diz muito sobre o estado atual da nossa CENA, tendo o Nordeste como pano de fundo e essa confluência de gás indie que se aplica numa região não tão fácil como o Sudeste para administrar shows e banda, o surgimento de nova gente para fazer acontecer em níveis de produção e organização, o que pode até soar como uma renovação de cenas locais.

Reproduzindo o que o guitarrista do Wry falou, dá para sacar melhor o status quo do indie nacional. Conta para nós, Mario!

wry1

Wry ao vivo em Camaçari, na Bahia, durante a turnê nordestina. Foto de João Antunes


“Os nove shows do Nordeste foram organizados pela nova geração de bandas e produtores da cena atual da região. Em todos os shows tivemos bastante público, muito a fim e com sede. Nosso merchandising quase não deu conta, com exceção de alguns itens que realmente acabaram antes dos shows finais.

“A tour na região começou em Natal/RN no dia 6/10 e finalizou em Salvador/BA no último domingo, dia 16. Essa foi a quinta vez que o Nordeste entra na rota das nossas turnês e posso dizer com firmeza que foi a melhor de todas as vezes e também a maior.

“Em Natal o show foi organizado pela Brasinha Produções e tocamos com Kung Fu Johnny, a outra banda do baterista do Mahmed, e com The Automatics. Dia 7 foi em João Pessoa, no Espaço Mundo, bar do baterista do Zefirina Bomba, e tocamos com a indie ColdSleepyHead, que também organizou a parada.

“Sábado dia 8 já estávamos em Campina Grande, também na Paraíba, tocando com o trio de electro rock Rieg. E o show foi organizado pela Produtora Bicicleta. Domingo, 9/10, a apresentação foi em Recife com o pessoal do Inner Kings, que tocam no Coquetel Molotov neste ano também.

“Na terça, 11/10 o indie rolou em Maceió/AL organizado pelos ótimos caras da Popfuzz: tocamos com Baztian e Capona. Quarta, 12/10, o show foi na praça da Juventude na décima-sexta edição do Clandestino, um grande evento organizado pela banda The Renegades of Punk, que também tocou.

“Na sexta 14/10 já estávamos em Alagoinhas/BA no guerrilla gig organizado pelo Nalata no Plugado. Sábado, 15/10, na indie city Camaçari/BA (foto acima), com a galera da excelente banda Declinium, NotNames e Manute no festival JohnnyRock. Por fim, domingo passado, dia 16, fechamos muito bem o giro em Salvador, o nono show desse braço da tour, com a galera das bandas Teenage Buzz, Casco e Bilic.

“Ainda temos três shows no Sudeste para concluir a tour toda que nos predispomos a fazer e, para celebrar esse fato, lançaremos um vídeo novo e uma versão física somente para fãs do álbum que gravamos anos atrás e nunca lançamos, “National Indie Hits”, que é uma homenagem para as bandas indie nacionais que nos influenciaram no começo.

“Tocar no Nordeste é sempre legal, mas dessa vez senti que tem muita mais coisa legal rolando, muitas bandas e gente se agilizando para fazer o movimento indie acontecer. Foi um prazer, uma honra e um orgulho passar esses 11 dias por lá. Viva a cena do Nordeste!”

* Preciso falar mais como eu leio esse email do Mario Bross ou já está tudo explicadinho na mensagem dele?

>>

Entre baleias, tubarões e sonhos, WRY sai em turnê pelo país

>>

050516_wry_slider

A ótima banda WRY anda cheia de novidades. Em fase de pré-produção do novo álbum de inéditas, que será lançado pelo selo norte-americano Sonovibe Records, o grupo de Sorocaba está na estrada com a turnê do disco “Whales, Sharks and Dreams”. O registro saiu em vinil e é na verdade uma edição especial remasterizada dos EPs Deeper in a Dream, lançado originalmente em 2014 em fita-cassete pelo selo TerryCrew, e Whales and Sharks, lançado na Inglaterra em 2007 pelo selo Club AC30.

O disco possui 10 faixas, com destaque para a inédita “Million Stars”. A bolacha de 12″ pode ser encontrada no Brasil em lojas especializadas, entrando em contato com a banda ou nos shows da turnê Whales, Sharks and Dreams, fora o formato digital em lojas virtuais e plataformas de streaming convencionais.

050516_wrydisco

O WRY tem sua trajetória dividida e realizada no circuito Londres-Sorocaba. De 1995 a 2008, a banda fixou residência na capital inglesa, lançando discos e fazendo shows lá e aqui. Voltaram para o país em definitivo no ano de 2009 para tocar também o famoso bar Asteroid. A banda acabou em 2010, mas voltou em 2014 e segue forte fazendo boa música.

Com o álbum especial, o WRY está em turnê pelo país. Neste sábado, 7 de maio, tocam na Casa do Mancha, em São Paulo. O rolê inclui passagens por cidades como Curitiba, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Goiânia. E termina, claro, no Asteroid, em Sorocaba, dia 25 de junho.

WRY – TOUR
07/5 São Paulo – Casa do Mancha
14/5 Curitiba – 92 Graus com Uh Lá Lás
20/5 Uberlândia – Vinil Cultura Bar com Lava Divers
21/5 Uberaba – Laboratório 96 com Lava Divers
28/5 Santo André – 74Club com Sky Down
04/6 Londrina – Cemitério de Automóveis
10/6 Belo Horizonte – A Obra
11/6 Rio de Janeiro – Escritório
17/6 Piracicaba – Casarão Cultural
23/6 Goiânia – Diablo
24/6 São Carlos – GIG
25/6 Sorocaba – Asteroid

* O pôster da tour.

050516_wrytour

** As fotos são de Fabrício Vianna.

>>

Indie Brasil invade o verão europeu e americano

>>

* Aqui no Brasil está tudo muito bom, está tudo muito bem, mas vamos de rolê para o verão europeu e americano (ou fim de primavera, em alguns casos) porque a ordem é esquentar as coisas.

* A banda paulistana Aldo está fazendo conexões no lado norte da América do Norte. O grupo dos irmãos Faria tocou sábado passado no Underground Garage lotado dentro da programação do Canadian Music Week, em Toronto, Canadá. Noel Gallagher, Faith No More e Death Cab for Cutie, entre outros, tocaram no “festival do Aldo”, pensa.
O grupo de SP, às portas de lançar o segundo disco, engrossou seu network trocando ideias com Sean Lennon, filho daquele John, e participando do Naked News, programa de internet onde as apresentadora entrevistam os convidados peladona. A bela oriental Carli Bei recebeu nua a banda brasileira para falar de seu show, o novo disco. O Naked News tem como lema ser o programa “que não tem nada a esconder”. Ok?

120515_img

Lá em cima, André Faria, do Aldo, com Sean Lennon, em Toronto, no final de semana; Na foto do meio, a banda em ação no festival canadense; e acima, o Aldo todo sendo entrevistado pela apresentadora nua do… “Naked News”

* O valente selo Balaclava, que além de gravadora tem banda própria, tem outras bandas e traz bandas legais de fora para tocar no Brasil, vai para a Espanha no fim do mês como colaboradores oficiais do gigante festival Primavera Sound, de Barcelona. Entre palestras e mesas de discussão como porta-voz do indie brasileiro, o Balaclava emplacou duas bandas de seu cast para tocar no famoso Macba (Museu de arte contemporânea) da cidade. O grupo mineiro Câmera e o paulistano Terno Rei (abaixo) se apresentam no Macba e, dentro do Primavera, no palco da H&M (superstore de roupas que banca um dos palcos do festival). O lance do charmoso musel espanhol é um showcase da Balaclava, está bom para você? E vai acontecer na quarta dia 27 de maio. O Câmera toca às 11 da manhã. O Terno Rei, 12h40. Dentro do festival, no Parc del Fòrum, as bandas tocam na sexta 29/5. Os paulistanos às 21h e os mineiros às 2h da manhã, já no sábado.

Screen Shot 2015-05-12 at 19.01.42

* Impressionante é a turnê europeia que a dupla festeira Selvagem, Augusto Trepanado e Milos Kaiser, montou de maio a julho, começando no dia 16 agora em Lyon, na França, e terminando na Córsega, perto da Itália. A festa paulistana, um das mais cool e absurdamente bombada do Brasil, pelo menos eu acho, vai discotecar desde em evento de vinho em Paris a uma balada de um estilista em Moscou, na Rússia. Istambul, Londres e Berlim estão na lista. Os rapazes dividem ainda, em outra data de Paris, as picapes com o Chet Faker atuando de DJ. Que temporada para a Selvagem!

selvagem

* “Apenas” 24 shows na Europa, a partir de um na Inglaterra nesta sexta-feira, marcam o novo giro dos girantes Autoramas, banda surf–veterana do Rio de Janeiro que toca toda hora no Velho Continente. Oito datas na Alemanha, mais Suíça e Itália ajudam a compor o novo rolê da turma do Gabriel Thomaz pela região onde se apresentaram mais de 60 vezes em 2014.

autoramas

* Uma grande barca do indie nacional, liderada pelo capitão Fabricio Nobre, a partir de Goiânia e da sua Construtura Musical, parte no final do mês para Barcelona para o mesmo Primavera Sound Festival. Camarones Orquestra Guitarrística (Natal/RN, da foto abaixo), WRY (Sorocaba/SP), Do Amor (Rio de Janeiro/RJ) e Jaloo (Belém/PA) vão fazer barulho na terra do Neymar. Fabrício é um dos palestrantes de mesa no Primavera. E anualmente leva o indie brasileiro em trupe para importantes showcases no festival espanhol, que de uns anos para cá virou um dos mais importantes eventos de música da Europa.

Screen Shot 2015-05-12 at 19.59.51

>>