Em yeah yeah yeahs:

Coisa linda de se ouvir: primeira gravação de estúdio do Yeah Yeah Yeahs em cinco anos é uma cover do Big Star

>>

031017_yyy2

Voz e presença de palco insuperáveis entre as meninas do “novo” indie que assolou o mundo na virada do milênio, Karen O botou sua identidade em uma linda cover para “Thirteen”, som clássico da clássica banda norte-americana Big Star, que meio que redefiniu a música pop nos anos 70 nos Estados Unidos.

A gravação, feita em uma session para o Spotify em Nova York, é a primeira do grupo em cinco anos. O Yeah Yeah Yeahs também tem shows marcados ao longo de 2018, em festivais como o Firefly, All Points East e Governors Ball, além de uma apresentação com o Beck em Dublin, no mês de maio.

Recentemente, Karen O criou um filme e fez uma música nova, ambos chamados “Yo! My Saint”, para a campanha primavera-verão da marca de perfumes Kenzo.

Abaixo, a cover para “Thirteen” e uma versão matadora de “Maps”.




>>

Rolês legais pelo mundo, parte 2: LCD Soundsystem convida Yeah Yeah Yeahs e TV on the Radio para shows na Califórnia

>>

010917_lcdsoundsystem2

Atração imperdível do Lollapalooza Brasil deste ano, o LCD Soundsystem tem uma extensa agenda de shows para cumprir em 2018, em suporte ao seu discão “American Dream”, lançado ano passado, e indicado à categoria “Melhor Álbum Alternativo” do Grammy.

Antes de aparecerem pela América do Sul, eles farão um trio de shows em Aspen e em seguida vão excursionar pela Austrália. Mas a cereja do bolo da turnê está na Califórnia.

No fim de abril e início de maio, a trupe de James Murphy terá como convidados especialíssimos o TV on the Radio, que abrirá o show deles no Greek Theatre, em Berkeley (27/4), e ainda o Yeah Yeah Yeahs, que será atração de abertura no gigante Hollywood Bowl, em Los Angeles, dia 4 de maio.

Eles prometeram divulgar mais nomes nos próximos dias. Sick.

lcdyeah

>>

Karen O lança filme e música nova para campanha publicitária. O Yeah Yeah Yeahs também voltará a fazer shows neste ano

>>

301015_karen

Parece que 2018 será o ano dos grandes retornos. Além do Arctic Monkeys, que vai estrelar o Firefly Music Festival nos Estados Unidos, o Yeah Yeah Yeahs também já tem alguns shows marcados em eventos como All Points East e o Governors Ball, além de um show com o Beck em Dublin, no mês de maio.

Enquanto isso, Karen O segue aprontando das suas. A cantora criou um filme e fez uma música nova, ambos chamados “Yo! My Saint”, para a campanha primavera-verão da marca de perfumes Kenzo.

Neste novo trabalho, Karen uniu forças com Michael Kiwanuka, que também canta na faixa. Tanto o filme quanto a música serão lançados em formato físico no próximo dia 22 de janeiro.

>>

“Fever to Tell”: Yeah Yeah Yeahs revira o baú e solta edição de luxo e generosa do disco de estreia

>>

031017_yyy2

Lançado em 2003, no calor do novo rock e da ferveção indie da cena de Nova York da época, de Strokes a LCD Soundsystem, de Radio 4 a Rapture, o discaço “Fever to Tell” do Yeah Yeah Yeahs trouxe vários hits como “Y Control”, “Date with the Night” e “Maps”. Nesta sexta, o álbum voltou ao mercado em projeto turbinado.

Além do disco remasterizado, o relançamento traz um disco duplo que tem também nove faixas nunca antes lançadas e outras oito entre b-sides e raridades, entre elas duas inéditas: “Shake It”, já divulgada quando do anúncio do box, e “Black Tongue”.

Há também uma versão em vinil preto com tiragem de 2 mil cópias e ainda um jornal que inclui fotos inéditas do arquivo do guitarrista Nick Zinner e de “outras pessoas”, tipo Spike Jonze e Lance Bangs, só.

O Yeah Yeah Yeahs volta aos palcos após quatro anos no fim deste mês, no The Growlers Six festival. Eles também têm shows marcados no Fonda Theatre, dia 25/10, em Los Angeles, e outro no Brooklyn, dia 7 de novembro.

>>

They don’t love you like we love you… Yeah Yeah Yeahs volta no tempo como se estivéssemos em 2003

>>

031017_yyy2

A incrível Karen O e seu Yeah Yeah Yeahs anunciaram na semana passada o relançamento do icônico primeiro disco da banda, Fever To Tell, que como contamos aqui trará demos e inéditas como “Shake It” e “Phone Jam”.

Seguindo o embalo da volta, a banda acabou de soltar o trailer do documentário “There Is No Modern Romance” que mostra cenas da turnê desse ótimo álbum, tipo 2003. Dirigido por Patrick Daughters, o doc tem lançamento previsto para o dia 20 deste mês.

Lançado em 2003, no calor do novo rock e da ferveção indie da cena de Nova York da época, de Strokes a LCD Soundsystem, de Radio 4 a Rapture, o discaço “Fever to Tell” trouxe vários “hits” como “Y Control”, “Date with the Night” e a linda “Maps” que você confere abaixo, em arrasadora versão ao vivo no Glastonbury de 2009.

>>