Em yeezus:

Kanye West, enquanto Jesus, abre temporada do Jools Holland

>>

* No ar desde 1992, o “Later… With Jools Holland”, um dos programas mais importantes da história da TV, musicalmente falando, voltou ontem aos ares ingleses via BBC 2. Seu apresentador, figuraça que também é pianista, compositor e dono de banda, convidou para esta reestreia vários astros, entre eles o Kings of Leon. E o Kanye West, na versão Jesus.

Kanye West (não confundir com o “nosso” Kanye Leste) compareceu ao programa tocando “Bound 2”, o mais novo single do disco “Yeezus”. O single saiu em agosto, o álbum em junho. “Bound 2”, que tem vocais participativos do cantor de soul Charlie Wilson, que foi ao programa com Kanye, chegou recentemente ao 5º do Hot 100 da “Billboard” e bateu forte aos americanos porque significa uma certa volta ao passado de Kanye West, tipo a pegada soul do primeiro disco, de 10 anos atrás.

Na TV inglesa, ontem, Jesus, ou melhor, Kanye West, performou desta maneira:

>>

"Personal Yeezus": quando Kanye West tromba com Depeche Mode

>>

* Ficou massa, haha. O multirap americano Kanye West continua causando com seu disco novo, o recém-lançado “Yeezus”, polêmico. Daí, na internet, esse lar das pessoas criativas, alguém pegou o single novo do West, a faixa “Black Skinhead”, e deitou seu vocal em cima de “Personal Jesus”, do hit master do Depeche Mode. E o melê, bom, ficou assim:

Kanye West tem certeza que é Deus, mas não evita o vazamento do disco novo. Ouça cinco faixas de “Yeezus”

>>

* Oh God! Haha

A nova viagem sonora do complicado rapper Kanye West vai ser lançada na próxima segunda-feira, dia 17 de junho. Mas, bingo, já está entre nós. Toma essa, Yeezus.

O álbum, que foi produzido pelo renomado Rick Rubin, expoente principalmente na produção de discos de rock, tem diversas participações. Tem o Justin Vernon, do Bon Iver, Frack Ocean, Kid Cudi, Daft Punk e… Deus.

Bem isso. Na aguardada faixa 3 do disco, West diz que é “Deus”. Como se não bastasse, no tracklitst oficial aparece “I Am A God (featuring God)”. Sério. O Daft Punk, segundo as prévias, participa da faixa 2, “Black Skinhead”. Mas na lista de músicas vazada, o duo francês não aparece nos créditos. Daí surge a dúvida: será que o “featuring God” é o…

Kanye West, em recente entrevista para o New York Times, disse que o disco é uma espécie de busca pelo hip hop de vanguarda, com pitadas de rock e eletrônica dos anos 80/90, mas que a influência profunda é o “house de Chicago”. Para isso, ele queria um produtor conceituado. “Ainda sou um puto aprendendo sobre minimalismo e Rick Rubin é o mestre. É uma grande bênção ter a oportunidade de trabalhar com ele. Quero dizer que depois de trabalhar com o Rick, percebi porque ainda não ganhei Álbum do Ano, mesmo tendo produzido “Watch the Throne” e “Dark Fantasy”, contou.

A Popload separou 5 faixas de “Yeezus”, esse novo filho divino do Kanye West. “Black Skinhead”, a suposta faixa com participação do Daft Punk, vem separada. No outro arquivo, uma compilação com as faixas “Oh Sight”, “I Am A God”, “Hold My Liquor” (com participação do Justin Vernon) e “Guilt Trip”, que tem como special guest o Kid Cudi.

* A capa do disco é bem… minimalista.

* “Yeezus”, tracklist
01. On Sight
02. Black Skinhead
03. I Am A God (Featuring God)
04. New Slaves (Featuring Frank Ocean)
05. Hold My Liquor (Featuring Chief Keef & Justin Vernon)
06. I’m In It
07. Blood On The Leaves
08. Guilt Trip (Featuring Kid Cudi)
09. Send It Up (Featuring King L)
10. Bound 2 (Featuring Charlie Wilson)