Cores (muitas) e formas (viajantes) . Tame Impala anuncia edição especial de dez anos do primeiro álbum

>>

Captura de Tela 2020-11-18 às 7.32.10 AM

* Em 2010, há dez anos, a música independente entrava de novo e de cabeça num colorido mundo psicodélico do qual até hoje não sairia. Essa viagem, ou “trip” para ficar mais global, era feita através do disco de estréia de uma banda de um homem só da Austrália, que nem de Sydney ou de Melbourne era.

O Tame Impala, o projeto do genial e genioso Kevin Parker, lançava o impactante álbum debut “Innerspeaker”, e o indie saiu correndo para dar google em Perth, cidade da costa oeste australiana, tipo como é Los Angeles no mapa americano, querendo saber que água era aquela que dava um disco daquele.

Com “Innerspeaker” e músicas do tipo “Lucidity”, “Expectation” e “Solitude Is Bliss”, o Tame Impala chapava de tintas psicodélicas a cena inglesa e americana e passava a criar um caminho novo (novo?) para bandas novas que aproveitaram muito bem aquela brisa, cada uma em sua geografia.

Para celebrar o aniversário de 10 anos de seu lançamento, sai em março de 2021 uma versão deluxe de “Innerspeaker”, focada em 4 discos de vinil. Era para sair agora, mas por causa da pandemia e a complicação global das entregas pelo correio, o Tame Impala já bota o álbum comemorativo para pré-venda, mas fixou a data de entrega para 26/3.

Captura de Tela 2020-11-18 às 6.44.14 AM

Acompanham a edição limitada de “Innerspeaker” uns brindes artísticos tipo um livro de fotos de 40 páginas, os esboços da capa até chegar na original e novos mixes das faixas, demos e umas jams ao vivo de agora.

Com “Innerspeaker”, o Tame Impala veio ao Brasil pela primeira vez, trazido pelo selo de shows deste site, o Popload Gig. Foram duas apresentações no Cine Joia, em São Paulo: a primeira, fechada, para uma festa de uma rede de televisão; a segunda, histórica, para o Popload Gig.

Abaixo, o tracklist da edição comemorativa de vinil quádruplo do álbum de estreia do Tame Impala.

* vinil 1
lado A
1. It Is Not Meant To Be
2. Desire Be, Desire Go
3. Alter Ego
lado B
1. Lucidity
2. Why Won’t You Make Up Your Mind
3. Solitude Is Bliss

* vinil 2
lado C
1. Jeremy’s Storm
2. Expectation
3. The Bold Arrow Of Time
lado D
4. Runaway Houses City Clouds
5. I Don’t Really Mind

* vinil 1
lado E
1. Alter Ego (2020 Mix)
2. Runaway Houses City Clouds (2020 Mix)
lado F
1. Why Won’t You Make Up Your Mind (Instrumental)
2. It Is Not Meant To Be (Instrumental)

* vinil 4
lado G
1. Demos
lado H
1. Wave House Live Jam

***

* Confira abaixo, também, o vídeo oficial da talvez principal faixa de “Innerspeaker”, a seminal (mesmo) “Solitude Is Bliss”, para entender direito de onde vem boa parte da música jovem de guitarras que escutamos hoje, e ainda um vídeo de “Lucidity”, do show de 2012 do Tame Impala no Cine Joia, para o Popload Gig.

***

* As imagens da banda em 2010, usadas neste post e na chamada dele na home da Popload, são de Matt Sav (@mattsavmattsav), praticamente o fotógrafo oficial do Tame Impala.

>>