Você está preparadx para o disco novo da Arca?

>>

* Agora que o disco da Jehnny Beth saiu, todo o buxixo indie se volta para a espera do lançamento do novo disco da Arca, “KiCk i”, que chega às plataformas na semana que vem, dia 26, e nas lojas em vinil em meados de julho.

arca2

Arca, cantora, compositora, produtora e DJ venezuelana de vanguarda que assumiu Barcelona como lar, lançou três discos desde 2014, mas tem o nome bastante associado em trabalhos de produção junto a artistas como Kanye West, Bjork e Frank Ocean, para citar alguns.

Sua música não é fácil, assim como ela mesmo não é, exatamente. “KiCk i”, o novo disco (capa acima), é o primeiro depois que Arca passou a se considerar uma pessoa não-binária, se ver nem como masculino (como nasceu) ou feminina, mas adotar o “she / her” como pronomes para ela. Isso foi em 2018, ano em que Arca se apresentou como DJ e fez umas cantorias em São Paulo, em 2018, no Yaga, festival que celebrou a identidade trans.

O disco tem participações especialíssimas de Bjork, Rosalia e Sophie. Até hoje tinha saído dois singles/vídeos do novo álbum: as faixas “Nonbinary” e “Time”. Nesta manhã ela lançou o terceiro, chamado “Mequetrefe”, apenas em áudio.

Eletrônica de vanguarda misturada a hip hop com batidas e vocais latinos, metendo o dedo na ferida da sexualidade, com especial atenção ao arquétipo masculino.

No Instagram da Arca, tem as infos para um sorteio do salto que ela usou no vídeo de “Anoche”, canção de seu disco de 2017.

Mas, agora, fique com “Mequetrefe”, via Spotify (mas tem em todas as plataformas). E bem-vindx ao “novo” mundo singular da Arca.

>>