A caminho do disco de estreia, Pom Pom Squad, de Nova York, quer matar a cheerleader

>>

Captura de Tela 2021-04-20 às 4.34.49 PM

* Estamos firmemente inclinados a achar que o grupo nova-iorquino Pom Pom Squad vai lançar, dia 25 de junho, um dos três melhores discos do ano, daqueles que você reserva um espaço para o rock indie cru de guitarras estouradas e vocal feminino legal. Quando você descola o ouvido do Pom Pom Squad para ver a banda, em seus vídeos sempre bacanas de tão simples, é quase impossível tirar o olho de Mia Berrin, vocalista e guitarrista do quarteto. Essa menina novinha é um furacão.

Pois bem, o Pom Pom Squad, a caminho desse primeiro álbum, que sabemos agora vai se chamar “Death of a Cheerleader” e terá a estampa do selo City Slang Records, tudo bem nova-iorquino, revelou mais um single do disco, a urgente “Head Cheerleader”, que conversa apropriadamente com o título do disco, o nome da banda e a idade deles. Mas não subestime Mia. As questões que ela leva a sua guitarra são bem maiores que problemas com os coleguinhas de escola.

“Head Cheerleader” é sobre autoaceitação, exorcismos diários na frente do espelho antes de sair de casa para segurar todas as paradas de mental health (olha aí!!). O estiloso vídeo mostra Mia e a banda fazendo arte de seus trejeitos emotivos, com o tema cheerleader escolar de fundo, tipo seriado “Heroes”. Só que os ornamentos são flores de plástico e mia até surge no vídeo cantando em algo que parece um túmulo. O papo não é de adolescente, aqui.

O Pom Pom Squad é, além de Mia Berrin, formado por Shelby Keller (bateria), Mari Alé Figeman (baixo) e Alex Mercuri (guitarrra, o único menino da banda).

O vídeo de “Head Cheerleader” segue abaixo. Parece que no final Mia faz um adianto do próximo single-vídeo do Pom Pom Squad. É um trechinho só de música, mas nos parece bem boa também.

Vamos de Mia se seu Pom Pom Squad.

>>