Anitta revela as músicas fundamentais de sua carreira. Tem uma do… Belle & Sebastian

>>

anitta

* OK, o negócio é o seguinte. A bomb-girl Anitta, fenômeno musical brasileiro sem necessidade de maiores apresentações, revelou ao site indie inglês The Line of the Best Fit suas músicas prediletas, segundo o site “as canções que estão na base de sua história como deusa pop”.

Estão lá canções “coerentes” com a carreira de Anitta, como “Baby Boy”, da Beyoncé com participação do Sean Paul, “Dreamlover”, da Mariah Carey, “No Me Platiques Más”, do Luis Miguel, e até “16 Toneladas”, do grupo brasileiro Funk Como Le Gusta, entre outras. Até aí beleza. São nove músicas escolhidas, no total.

Mas ali no meio aparece uma música da banda cult-fofura escocesa Belle & Sebastian. Oi?

A canção é “Funny Little Frog”, do álbum “The Life Pursuit”, de 2006. É até dançante e alegre para os padrões da banda escocesa. Mas nem tanto assim para a “pegada Anitta”.

Mas ela explica ao “Best Fit”:

“Você não imaginaria que eu adoro uma música do Belle & Sebastian, né? Haha. Mas é verdade. Eu amo esta música e o disco inteiro.

Ela é de um tempo em que eu estava aprendendo a escutar músicas às quais eu não estava acostumada. E essa foi uma grande descoberta para mim. E a lição de aprender e amar a diversidade musical foi essencial para mim e para a minha carreira de cantora. Revelou em mim um princípio de compreender outras linguagens sonoras e me livrar de preconceitos com um estilo de música especifico.

As letras de ‘Funny Little Frog’ são pensamentos que fazem sentidos a minha vida. Acho todas as músicas desse disco muito tranquilas e eu me sinto instantaneamente bem quando as estou escutando. Me levam para um lugar onde eu posso ficar bem comigo mesma, curtindo estar sozinha.”

Algumas vezes Anitta já revelou nas redes sociais sua paixão por outra banda indie, dessa vez mais “próxima”. Ela curte bem CSS e já apareceu no instagram cantando “Superafim”, da banda de Lovefoxxx.

Anitta é das nossas, haha.

>>

  • Leocádia Joana Garibaldi Pinto

    não me surpreende, pois meu gosto musical também é bastante caótico!