Após quase quatro décadas, Flavor Flav é demitido do Public Enemy. O “motivo”: Bernie Sanders

>>

020320_publicenemy1

Treta pesada no Public Enemy, uma das maiores instituições da história da música, responsável direta pela popularização do hip hop no mundo todo, fazendo do gênero uma espécie de voz do povo nas causas mais importantes possíveis.

O midiático Flavor Flav, membro do grupo há 37 anos, foi desligado do grupo após ter criticado publicamente o pré-candidato à presidência dos Estados Unidos pelo Partido Democrata, Bernie Sanders, semana passada, indo na contramão de artistas da “nossa” turma.

020320_publicenemy2

Flavor Flav enviou uma notificação judicial a Sanders antes da atuação do agora seu ex-parceiro Chuck D em um comício do candidato. Flavor se opunha ao uso do nome do Public Enemy no cartaz do evento, com a justificativa de que não iria participar e que, assim, “não há Public Enemy sem Flavor Flav”.

A resposta de seus companheiros foi imediata e Flavor foi demitido. Chuck D foi além e disse que Flavor só não participou do evento porque “não havia dinheiro em jogo”. “Se tivesse um saco de dinheiro, Flav estaria lá na frente do palco. Ele não faz concertos gratuitos ou de caridade. Ele me processou uma vez, eu o deixei voltar. O advogado dele voltou a me processar sexta passada. Agora ele ficará em casa e é melhor que busque um tratamento”, disparou.

Para a treta não ficar maior, Chuck D utilizou o nome Public Enemy Radio, seu projeto paralelo, ao lado do DJ Lord, Jahi e os S1WS.

>>