Calma. Disco de estreia da Claud chega sexta. Enquanto isso, toma “Guard Down”, mais um single lindo

>>

* Um dos discos indies mais aguardados do circuito independente americano é o de estreia da cantora não-binária Claud, 21 anos, de Chicago estando no Brooklyn, que sai nesta sexta-feira agora. Chama “Super Monster” e já trouxe aqui na Popload alguns singles bem legais lançados, tipo “Cuff Your Jeans”, “Gold” e “Soft Spot”. Todas bem boas.

Então toma mais um single ótima do álbum que sai pela Saddest Factory Records, a casa da loira Phoebe Bridgers.

Captura de Tela 2021-02-10 às 11.46.50 AM

Este novo tem o nome de “Guard Down” e passa o recado, embalado a um indie-pop feminino (sorry, Claud) gostoso que podia estar sendo cantado e tocado pelas Haim, de que é preciso “baixar a guarda” para aceitar e aproveitar o verão. No caso real da letra de “Guard Down”, um certo verão em Nova York, que aparentemente Claud vacilou em suas chances, por ser fechada. Entenda como quiser.

“Os versos e o refrão meio que zombam de como eu me mantenho fechada, mas meu rap no final da música é um fluxo de consciência super honesto”, diz Claud sobre a música, em que esse rap citado tem ela dando uma masculinizada na voz, mexida com autotune.

Esta deliciosa “Guard Down”, espécie de bedroom pop com uma cama imaginária no meio de uma pistinha de dança, vem acompanhada por um vídeo fofo em animação.

Agora é esperar “Super Monster” e o Top 10 Gringo da Popload da semana que vem. Porque Claud certamente vai estar bem no ranking.

>>