Death From Above tira o 1979 do nome, mas continua incrível em sua nova música

>>

180814_dfa1979

O sempre misterioso Death From Above 1979 está de volta com novidades. A primeira delas é um novo single, “Freeze Me”, que abre os trabalhos para o terceiro disco da dupla e que vamos falar mais para o fim do post. A outra boa nova é a mudança do nome do grupo, que agora passa a se chamar apenas Death From Above, sem o 1979.

O acréscimo de 1979 surgiu há mais de uma década após uma disputa judicial e uma treta básica envolvendo a dupla Jesse F. Keeler e Sebastien Grainger com o gênio James Murphy, do LCD Soundsystem, por causa do nome de seu selo, DFA (Death From Above).

Na época, advogados de Murphy entraram com uma petição para a mudança do nome do grupo, o que gerou um grande desentendimento entre as partes, inclusive com troca de farpas públicas, que só foram amenizadas anos depois. No meio da treta toda, Murphy disse que o problema da confusão dos nomes partiu do momento em que o DFA1979 se tornou conhecido e assinou com o selo da Vice, que é ligada à major Atlantic Records.

Nunca é demais lembrar que o DFA é uma dupla cool-estranha disco punk baixo distorcido-bateria que ainda carrega em seu som a energia essencial que chacoalhou Nova York e o mundo a partir de 2001. Embora sejam de Toronto, eles têm mais de uma década de estrada e apenas dois discos, um de 2004, outro de 2014. Tudo bem que no meio disso a banda “acabou” entre 2006 e 2011 e voltou para um show no Coachella.

Mas, deixando o passado de lado e mirando apenas no futuro, é hora de ouvir a boa “Freeze Me”, que já está rodando nas rádios indies pelo mundo e será lançada oficialmente sexta agora, dia 9 de junho.

>>