Fim de semana agitado para o Sting. Disco novo hoje, reabertura do Bataclan amanhã

>>

290916_sting2

Famoso por sua trajetória com o Police, uma das maiores bandas de todos os tempos, e de carreira solo sólida, embora mais direcionada para sonoridades experimentais e silvícolas, digamos, Sting lança hoje seu aguardado novo álbum, “57th & 9th”, que ele diz ser o seu primeiro disco mainstream desde 1999, quando lançou “Brand New Day”, vencedor de dois prêmios Grammy (como se…). Enfim.

“57th & 9th” é puxado pelos singles “I Can’t Stop Thinking About You” e “50,000” e chega ao mercado hoje. Em entrevista à revista “Rolling Stone” na época da divulgação da notícia, o britânico garantiu que este será seu disco mais pesado em muito tempo. O nome faz referência ao cruzamento de ruas que ele faz diariamente para ir ao estúdio, e a inspiração partiu das mortes recentes de ícones como David Bowie, Prince, Lemmy e Glenn Frey (e, talvez agora, Leonard Cohen).

Outra notoriedade que vem do ex-Police é que também neste final de semana ele será o responsável por reabrir a casa de shows Bataclan, um dos principais alvos do terror que assolou Paris há um ano. 89 pessoas morreram assassinadas na casa durante um show do Eagles of Death Metal, em 13 de novembro de 2015. E a França em particular e o mundo musical em geral está de olho neste acontecimento marcante, para o bem ou para o mal.

>>