Foals tocando no prêmio da NME, realizado em Londres porém bancado por Austin, Texas e que elegeu o Coldplay como “banda de gênios”. O que está acontecendo?

>>

* No fim de semana aconteceu mais uma cerimônia de premiação do semanário britânico “New Music Express”, o NME Awards. Na verdade, o nome inteiro do prêmio, desde 2014, é NME Awards with Austin, Texas. Mas é realizado em Londres, Inglaterra. Entendeu? O patrocínio do evento da revista inglesa é da cidade de Austin, um dos lugares mais intensos para música nova e mais ou menos nova e clássica antigona de todo o planeta.

O Awards da NME existe desde 1953, pensa, enquanto a revista quase não existe mais, tadinha. Mentira, existe sim, só está saindo de sua plataforma tradicional para viver “os dias de hoje”. NME lives.

Daí que interessa menos os resultados da premiação (Coldplay é o grupo “gênio” do ano, Maccabees a banda britânica do ano e o incrivelzinho Rat Boy como “best new artist”) e mais as apresentações ao vivo da festa que aconteceu no mitológico Brixton Academy, onde uma vez passei um aniversário vendo o Wedding Present e em outra assisti os Pixies, comecinho dos 90, e uma epifania aconteceu na minha vida, entre outros shows memoráveis.

Mas daí que neste final de semana o Foals tocou no NME Awards with Austin, Texas. Em Londres. O Foals, aquela banda inglesa que tem um Cine Joia lotado esperando por eles aqui no Brasil. O nome da música diz muito sobre muita coisa: “What Went Down”, maravilhosa, perguntando o que está acontecendo com a toda a fúria da música independente.

>>