Glastonbury começa hoje em meio ao racha dos britânicos e em clima de apreensão

>>

240616_glasto_slider

* A Inglaterra é o centro do mundo neste fim de semana. Não apenas pelo fato do Reino Unido ter votado por se tornar uma espécie de gás nobre e rompido com a União Europeia, mas também pelo Glastonbury, maior festival de música do mundo, que “pega no breu” a partir de hoje com centenas de shows em dezenas de palcos até domingo, com bandas pequenas, médias, grandes e mega, e estrelas tipo Adele e Mac DeMarco.

A Popload, claro, vai estar presente no festival britânico mesmo com este momento em que o território inglês está rachado, sob os olhares sutis e espertos da Bruna e da Jode, dupla que viaja pelo mundo para cobrir festivais de músicas, um hobby que virou coisa séria e se traduz como SUMMER, uma consultoria de viagens focadas em festas, baladas e festivais. As meninas vão nos dar um panorama nos próximos dias sobre o que rola na famosa Worthy Farm.

240616_glasto1

Desde quarta-feira estamos no maior festival a céu aberto do mundo, o Glastonbury. Ao todo serão cinco acampadas na Worthy Farm, a 200km de Londres, junto com outras 200 mil pessoas que vão curtir o que consideramos o line-up mais completo do mundo. São mais de 2.200 apresentações divididas em mais de 100 palcos.

Conseguir o tão sonhado ticket para este festival não foi tarefa fácil. Perdemos a abertura de vendas em outubro (que duraram 23 minutos) e tivemos que nos empenhar para conseguir o re-sale em abril (que durou 11 minutos). Com o cadastro em mãos, tivemos a sorte de aparecer uma janelinha disponível para a compra nos primeiros 6 minutos, que nos custou £288 o ingresso + transfer.

Os headliners da edição 2016 são Adele, Coldplay e Muse, nomes que por si só já nos fariam querer marcar presença. Nos 5 palcos principais vão rolar mais atrações como LCD Soundsystem, Sigur Rós, PJ Harvey, Foals, Savages, The 1975, Tame impala, CHVRCHES, New Order, Beck, Ellie Golding, James Blake, Of Monsters and Men, Mac Demarco, Jake Bugg, The Last Shadow Puppets, Two Door Cinema Club e M83. E isso é apenas uma amostra dos próximos dias que nos aguardam, com o grosso da programação musical se iniciando hoje.

Claro que um line-up como esse causa aquele conflito de horários e as escolhas faz doer nosso coração. Vai rolar uma disputa entre Adele, New Order, James Blake e M83. Ou Muse, Disclosure, Underworld e Sigur Rós. São todas bandas que não perderíamos os shows se tocassem no Brasil.

240616_glasto2

Além disso, todo ano rola um Secret Set de uma banda não anunciada. Em 2011 teve Radiohead e Pulp, e ano passado rolou The Libertines logo antes da Florence. O anúncio desses shows são super em off e vamos acompanhar pelo Twitter @secretglasto. Esse ano também vai rolar um tributo ao David Bowie, ao Lemmy e ao Prince, com várias apresentações em homenagem aos três que nos deixaram nos últimos meses.

Mas além dessa junção incrível de artistas, o que faz o Glasto ser o sonho de consumo da maioria dos amantes de festivais? Uma das coisas é o fato de que 100% das pessoas estão acampadas e vivendo inteiramente a experiência. Não tem essa coisa de produção e looks descolados igual ao Coachella. Os ingleses curtem mesmo se jogar na lama e beber até não achar mais a barraca.

As pessoas podem trazer o que forem consumir por aqui, tanto bebida quanto comida. Isso ajuda na economia dos gastos e na escolha do que cada um quer. Nós, é claro, trouxemos umas boas Catuabas e Cachaças, porque o orçamento está apertado, e para incluir uma brasilidade em meio a tantas ciders e cervejas!

Depois de tanta espera, já estamos com as galochas e capas de chuvas preparadas, pois o tempo parece que vai estar instável (como em todos os anos), prometendo muita chuva e lama! Mesmo assim, a empolgação de fazer parte desse evento nos faz ter certeza da escolha que fizemos.

>>

  • Fabrizio Zorzella Franco

    288 libras são 1.337 reais… acho que eu vou ficar com o primavera sound de novo o ano que vem que é metade desse preço ai