Iggy Pop enfileira hits e é homenageado por Dave Grohl na Inglaterra

>>

Screen Shot 2015-09-08 at 11.25.32

* Evento cavalar do rock, no último fim de semana aconteceu na Inglaterra dois shows do Foo Fighters na gigantesca arena de Milton Keynes, 65 mil pessoas por dia e um gesso no pé do Dave Grohl, resultado daquela fraturada na perna tempos atrás, no palco, o que fez esses concertos, que aconteceriam meses atrás no estádio de Wembley, serem adiados para agora, só que na cidadezinha a uma hora de trem de Londres.

Grohl botou dois convidados muito especiais para tocar em sua festa inglesa: a incrível dupla de garagem blues Royal Blood e a lenda viva Iggy Pop, atração também do especialíssimo (cóf cóf!) show que acontecerá em outubro em São Paulo, dentro daquele Popload Festival (cóóóf!), que vai anunciar maaaaaaais atrações nesta semana (poim!)

Da performance obviamente vibrante de Iggy Pop vamos falar logo mais, mas antes uma historinha contada por Dave Grohl durante o show do Foo Fighters, narrada em cima da longa introdução de CINCO MINUTOS do megahit “These Days”.

Segundo Grohl, ter Iggy Pop na escalação de seu minifestival é como um sonho. Quando ele tinha 19 anos e era “uma criança”, ele tocava numa banda de hardcore punk de Seattle chamada Scream, isso anos 80, pré-Nirvana. E, daí, o Scream foi um dia tocar no Canadá, em um clube de Toronto.

O show, segundo Grohl, ia ser por volta da meia-noite, mas os produtores da noite fizeram eles passarem o som meio-dia, para depois terem que coçar por quase 12 horas até a hora da apresentação. À medida que preparavam o palco para a noite, os caras do Scream viram uma galera forrar o clube com cartazes do Iggy Pop e a chamada para um evento naquela dia. “What the fuck?”, pensaram. E foram perguntar o que era aquilo.

“Vai ter uma festa privada de gravadora para o Iggy Pop mais tarde, lançamento de disco dele, antes de abrirmos o clube para vocês tocarem. O Iggy Pop vai fazer um pocket-show. Mas vocês não poderão ficar.”

Grohl nunca tinha visto o Iggy Pop tocar. Frustrado e sem ter o que fazer at´meia-noite, Grohl e o resto do Scream ficaram na van em um beco perto do clube, depois da passagem de som, pensando como matar o tempo: se iam comer pizza ou atrás de “weed”, tals. Quando nessas encosta um carro e desce o próprio Iggy Fucking Pop, que pega sua guitarra e entra no clube.

Tipo 20 minutos depois sai um cara de dentro do lugar, vai até a van do Scream e pergunta: “Quem é o baterista?”. Dave: “Eu”. O cara: “Quer tocar bateria para o Iggy Pop logo mais?”.

Grohl entrou no clube, Iggy Pop estava sentado com a guitarra na beira do palco e mandou um “Hi, eu sou o Jim” (o nome real de Iggy Pop é James). Você conhece minhas músicas?”. Grohl: “Fuck yeah! Eu conheço suas músicas”. “Então senta aí, vamos tocar”, falou Iggy. E o setlist seria “1969”, “I Wanna Be Your Dog”, “No Fun”, nessa linha. Com o teen Dave Grohl maravilhado, Iggy Pop falou: “Bom, volta aí logo mais, porque o show vai começar 17h30”. Grohl: “Pera, nós vamos tocar em frente de um público?” E ainda mandou para o Iggy Pop: “Você não vai precisar de um baixista?”.
Iggy: “Você tem um?” E o Grohl saiu atá a van para chamar o baixista do Scream para o rolê.

Dave Grohl então finalmente concluiu a história antes de dedicar “These Days” para o Iggy Pop, na retomada do show do Foo Fighters: “O resumo é que, por uma noite, quando eu tinha 19 anos, eu fui o baterista da banda do Iggy Pop. E realmente acredito que Iggy Pop foi uma das pessoas que tornaram possível eu estar aqui hoje, em frente a vocês”.

Antes, durante a apresentação de Iggy Pop para a massa de Milton Keynes, o padrinho do punk começou arrasador. A primeira música do show foi “No Fun”, dos Stooges, seguida por “I Wanna Be Your Dog”, idem, e depois “Passenger” e “Lust for Life” na sequência. Vixe.

O setlist completo, ainda com minha segunda favorita de Iggy Pop, “Nightclubbing”, para a qual ele deve ter engatinhado no palco (não vi vídeo dessa), foi assim:

Screen Shot 2015-09-08 at 12.01.59

** Mister Iggy Fucking Pop, não custa lembrar, é atração principal do dia 16 no Popload Festival, que acontece no Audio Club nos dias 16 e 17 de outubro, em São Paulo, com patrocínio da marca de cerveja Heineken e tendo o Spotify como player oficial. A apresentação de Iggy Pop, não custa lembrar 2, será no primeiro dia do evento, para apenas 3 mil pessoas e não 65 mil, como foi no Milton Keynes Bowl, no final de semana. Não custa lembrar 3, e última, é que Iggy Pop no Popload Festival é exclusivo para toda a América Latina. Os ingressos estão à venda no site do Popload Festival. Vai ser emocionante!

>>