Incrível, mas o punk não só não morreu como está de volta: as novas do Distillers e do Slaves. Bônus: Vampire Weekend recente e ao vivo tocando “A-Punk”

>>

* Há pouco tempo, tipo duas semanas atrás, aconteceu na Inglaterra o novo festival queridinho britânico, o End of the Road, que costuma ser um evento indie-folk. Ou costumava. Empolgados com a “volta suja” do Fat White Family e a volta não-tão suja mas empolgante (acredite) do Vampire Weekend, todos os lugares que eu li sobre o festival comemoravam que… o PUNK NÃO ESTÁ MORTO, inclusive endossados pela “NME” (sempre ela, ainda ela).

Olha, acho que não está mesmo, dado que a incrível banda americana Distillers, banda da não menos incrível Brody Dalle, a senhora Josh QOTSA Homme, lançou uma música nova, com um vídeo de “remembers”, dando pinta de que de repente vai sair álbum novo, depois de 15 anos.

No começo do ano, Dalle cansou um pouco dos serviços domésticos e avisou que a banda ia voltar. Em abril, fizeram na Califórnia o primeiro show em mais de 13 anos.

No simbólico 11 de setembro, anteontem, ela revelou essa “Man Vs Magnet”, primeiro single inédito em blablablá. A música vem acompanhada de um vídeo oficial, já citado.

Captura de Tela 2018-09-13 às 12.45.33 PM

No paralelo, o lindo duo punk bizarro Slaves, ainda colhendo os louros do lançamento do terceiro disco, o bonzão “Acts of Fear and Love”, que saiu não tem um mês, anda fazendo barulho com a aparição, também nesta semana, nos estúdios da BBC londrina, para uma session.

Tocaram “Chokehold”, segundo single do novo álbum, e uma cover de “Everybody Wants to Be Famous”, da (ainda) bandinha hype Superorganism, bem mais nova que o próprio Slaves.

Bom, já que o punk não morreu, vamos a ele. Distillers novo e Slaves novo e além. E um bônus do Vampire Weekend tocando uma certa música no festival australiano Splendour in the Grass, na Austrália, há um mês: “A-Punk”

>>

  • Leocádia Joana Garibaldi Pinto

    Ultimamente não gosto de nada, não sei o que está acontecendo comigo…