Popload, O SITE: nova cara, novo endereço, novas pretensões

Chegou a hora. Finalmente estreamos a nova cara, a nova casa da Popload. Produção independente, como a música que a gente gosta. Tudo novo, porque é isso que a gente busca na música: o novo. Ou as novidades dos velhos. Tipo a própria Popload.

A Popload saiu como blog do UOL, o maior portal do Brasil, para virar um site nos endereços de acesso padrão, desatrelado de um grande portal: o www.popload.com.br ou o www.lucioribeiro.com.br.

poploadworking

Na verdade um blog mais encorpado, com uma “primeira página” vistosa, mais bem organizado e bonito, este Popload versão site pretende dar continuidade ao que vem sendo feito até hoje, desde o fim dos anos 90, mas com uma estrutura melhor e de maior alcance para dar vazão ao que vem por aí. Ao que já está vindo nos últimos anos, para ser mais exato.

Este ainda é um “soft opening”. Um “work in progress” aberto, inaugurado, tipo estádio da Copa, porque nem tudo ficou pronto, nessa trabalheira dos diabos para ser erguido, ao contrário do que eu esperava haha. Nem o logo “Popload” vai ser esse aí em cima, para você ter uma ideia. Não ficou pronto. E a gente tinha que estrear o site.

Esta fase do blog enquanto site terá novas seções e incrementos das antigas. Volta o Guia Out, o roteiro de baladas electro-indie-rock de todo o Brasil que tinha nos tempos do blog no iG. O Mapa do Rock vem aí. Uma ideia de guerrilla gig deve sair do papel. As Popload Sessions de novas bandas, brasileiras e internacionais, vão chegar mais “invocadas” e com canal próprio. As tradicionais coberturas de festivais pelo mundo ganharão espaço “nobre” na home. O Radar Popload vai as organizar bandas, ideias e tendências mais gritantes numa mistura presente e passado, para entendermos o futuro, talvez.

O Popload nasceu uma coluneta de jornal impresso na Folha de S.Paulo e com outro nome (Download, 1999), depois cresceu e recebeu o atual batismo (Popload, 2001), ganhou um “irmão” na nova onda que era a internet (sem nome dentro da seção “Pensata”, Folha Online, 2000), depois virou uma coisa só como coluna, partiu para virar blog (2006, no iG) e agora chega a site depois de mais de dois anos aqui neste poderoso UOL.

Levada a mudanças, a Popload procura seu papel dentro de uma plataforma multimídia, multicultural, multiprodutiva em que se transformou, com o pocket festival Popload Gig (+ de 30 edições), o Popload Festival (indo maior para sua segunda edição, em novembro), o aumento do número de viagens internacionais e a entrada para o grupo Beltrano Musical, que aumenta as possibilidades de seu braço organizacional/empresarial.

Bom, o site está aqui e é nosso. Pode entrar e ficar à vontade. Não repara a bagunça.

Abaixo, a Popload através do tempo, haha.

popload_88

Junho de 2006. Na coluna Pensata, na Folha Online, anunciamos com exclusividade o show dos Strokes no Brasil

popload_01

Maio de 2001. A coluna “Download”, que viraria Popload depois e cresceria, fala de um site alemão passando o show do REM na Alemanha como um coisa incríííível…

popload_02

Popload nasce no jornal, em agosto de 2004, dois anos antes de virar blog. O celular passava a fazer parte dos shows. Suuuuuuper novidade na época

popload_03

A Popload vira blog para valer em 2006, no portal iG, por onde ficou cinco anos e viu nascer, por exemplo, o Popload Gig

poplaoad_04

Em 2011, a Popload chega ao UOL, sua casa até hoje, 5 de maio. E começa uma nova etapa…