POPNOTAS – O fim do Fleetwood Mac, as câmeras do Foals e o Foo Fighters fazendo homenagem a Tom Petty e criticando “líderes moralistas”

>>

– Procurando se reinventar e mais ainda se movimentar desde o começo da pandemia, a banda inglesa Foals soltou, na sexta passada, quatro versões do seu CCTV Sessions. Anteriormente, eles já tinham trabalhado com o mesmo formato. O que é? Basicamente uma session diferentona, filmada com as câmeras do circuito de segurança (Closed-Circuit Television) desses de rua, de estacionamento, de prédios. As filmagens incluem músicas do seu último disco de trabalho, “Everything Not Saved Will Be Lost”, que não conseguiu sair para turnê, você já sabe por quê. ¯\_(ツ)_/¯

No ano passado, o grupo de Oxford lançou o “Collected Reworks”, juntando vários remixes de diversos artistas/DJs de suas músicas ao longo da carreira. E agora, atendendo a pedidos dos fãs, liberaram todas as CCTV sessions anteriores, incluindo B-sides de todos os discos, nas plataformas de streaming. Nosso destaque vai para a cover esperta de “Daffodils”, do incrível Tame Impala.

***

– Por que choras, TikTok? Gente, o Fleetwood Mac, a veteraníssima banda do TikTok, acabou. De novo. Uma das formações mais famosas dos anos 70 e sempre disputada por grandes festivais para vir ao Brasil pela primeira vez, o grupo não está mais junto. Numa entrevista para a BBC Radio 2 no final de semana, a pianista e cantora Christine McVie afirmou que ela, a cantora Stevie Nicks e o baixista John McVie não farão mais nenhum show com a banda, quando puder haver shows. Muito por conta da idade de seus integrantes, numa média de 75 anos. McVie, também uma das cantoras da banda, disse que por conta de todo o ano passado parado e provavelmente sem fazer show também neste 2021 indefinido, seria muito difícil a banda arrumar gás para se reunir, ensaiar e enfrentar um palco. Entre mortes de integrantes, reformulações e idas e vindas, o Fleetwood Mac conseguiu se manter, nos últimos anos, relevante até para os mais novos adoradores de música. No ano passado, o hit “Dreams” viralizou na plataforma TikTok graças a um vídeo de um skatista a ponto de o álbum ‘Rumours’, de 1977, voltar ao Top 10 dos mais vendidos na “Billboard”.

***

– Os imparáveis Foo Fighters lançaram na sexta passada seu décimo disco, o “Medicine at Midnight”, se desdobrando em muuuuuuuitos vídeos de performances para divulgação em rádio, TV e internet. Uma delas, aqui em especial, foi divulgada na própria sexta pela rádio americana de satélite SiriusXM, que levou a sua garagem, em Los Angeles, a banda de Dave Grohl para uma session de apresentação da rádio Foo Fighters, novo canal dentro da Sirius. Em qualquer hora do dia, da noite e da madrugada, se você assina o serviço da plataforma e sintoniza a Foo Fighters Radio, vai estar tocando FF em estúdio, ao vivo, remix, cover, sem parar. E, em seu canal de Youtube, a galera da Sirius subiu este vídeo abaixo do FF fazendo uma cover de “Honey Bee”, música do segundo álbum do saudoso roqueiro Tom Petty, o famoso “Wildflowers”, lançado em 1994, o ano de fundação do Foo Fighters. Tem vários outros vídeos, tipo o da banda desempenhando “The Best of You”, mas aqui ficamos com a banda homenageando a abelhinha do Tom Petty.

* Tem também o vídeo novo oficial dos Foos, para a pesadamente boa “No Son of Mine”, lançado no final de semana. É uma mistura de animação com efeitos em cima de imagens reais da banda em ação, trazendo a mensagem na letra contra “líderes moralistas” (Dave Grohl que disse) e o visual de violência, drogas e bebidas. Tipo isso.

Mas fiquemos com o Tom Petty.

>>