Um programa de TV qualquer com a Zola Jesus, o Slaves, o Interpol e até um tal de U2

>>

221014_joo

Um dos programas mais tradicionais da TV britânica, o “Later With… Jools Holland” sempre é palco de algumas das apresentações mais incríveis da música moderna, marcado por receber desde artistas latinos ou africanos tocando música regional ao Rolling Stones. Tipo.

Na edição desta semana, que foi ao ar na BBC ontem, Jools recebeu nomes “da nossa praia” e o programa rendeu ótimas performances. O esperto duo inglês Slaves entregou ao vivo a ótima “Hey”. O Slaves, não sei se você sabe, é um “grupo” de dois moleques e só, guitarra e bateria, tipo White Stripes, tipo Drenge, o Royal Blood, vocalizada pelo baterista Isaac Holman, 23 anos, acompanhado pelo amiguinho guitarrista Laurie Vincent, 21. Rock gritado, som de garagem.

* Já a americana de Phoenix de descendência russa Zola Jesus, divulgando seu novo e sexto álbum “Taiga”, mostrou o single “Dangerous Days”, som que vai aparecer em diversas listas de “melhores do ano” em dezembro. Duvida?

* O indie sombrio, dark e animado na medida do possível feito pelo Interpol também ganhou espaço no programa do Jools. Paul Banks botou sua voz potente e cavernosa em alto nível na apresentação do single “All The Rage Back Home”.

* Por fim, a banda irlandesa U2, usualmente apontada como a maior do mundo por toda a megalomania que a envolve, fez suas primeiras apresentações ao vivo enquanto full band do novo disco, “Songs Of Innocence”, lançado mês passado. No palco, tocaram as faixas “Volcano” e “Every Breaking Wave”, esta em um approach mais intimista.

>>