Xô, Trump. Música “Party in USA”, de Miley Cyrus, volta às paradas instantaneamente depois da vitória de Joe Biden

>>

* Efeito imediato com o resultado no fim de semana da corrida presidencial americana, que decretou a vitória de Joe Biden sobre Donald Trump, uma euforia “cultural” tomou conta dos EUA. E, em meio a isso, o triunfo democrata trouxe de volta às paradas, por motivos mais ou menos óbvios, um velho hit da espevitada cantora pop Miley Cyrus: sua “Party in the USA”, de 2009.

A música, segundo informou a Apple, reentrou no top 40 da plataforma iTunes, nos EUA. E embalou vários encontros de ruas da galera nas grandes cidades do país, comemorando o Biden na Casa Branca, pelo que mostrou várias reportagens dos telejornais.

Outro “hino de festa” que voltou ao agito popular e acabou bastante comprado neste final de semana no streaming foi a música “Bye Bye Bye”, da boy band NSYNC, canção de 2000.

O resgate do hit de Miley Cyrus se deu, segundo informam, por causa de uma conta não-oficial do Joe Biden no Twitter, que postou no sábado: “Go celebrate! Listen to Miley Cyrus’ ‘Party in the USA.’”

Não tinha duas horas da postagem, “Party in the USA”, havia entrado no top 200, depois top 100, chegou entre as 40 mais compradas rapidinho e terminou o domingo na posição número 52 das paradas do iTunes.

Também no Twitter, um post da própria Miley Cyrus ajudou no fuzuê de seu hit.

Outras poucas horas depois, Cyrus retuitava uma conta que mostrava seu hit tocando no aglomerado de gente do lado de fora da Casa Branca, em Washington, com a galera ensandecida pela vitória de Biden:

Toda essa repercussão de seu hit antigo pode ajudar Miley Cyrus a emplacar novos. A cantora vai lançar no final do mês, agora em 27 de novembro, seu sétimo álbum, “Plastic Hearts”. E anúnciou recentemente também que está voltando aos estúdios para gravar um disco de covers do Metallica, segundo ela uma de suas bandas favoritas de todos os tempos. Isso é a cara de Cyrus.

>>